Junta Comercial adere ao Programa Rondoniense de Integridade que destaca a transparência e combate à corrupção


Autoridades destacaram o comprometimento na prevenção, detecção e remediação contra a corrupção

A Junta Comercial do Estado de Rondônia (Jucer) aderiu ao Programa Rondoniense de Integridade (Proin), garantindo maior credibilidade e qualidade nos serviços desenvolvidos pelo órgão. Como parte das diretrizes do Governo de Rondônia, o Proin atua nas unidades estaduais como referência em prevenção e combate à corrupção. A adesão é feita pela alta administração de cada órgão.

A Jucer é mais uma unidade que adere ao Proin

De acordo com o presidente da Jucer, José Alberto Anísio, a adesão do Proin garante credibilidade e qualidade nos serviços desenvolvidos pela Junta. “Além de aderir ao programa, é importante destacar o comprometimento da Jucer nos procedimentos internos de prevenção, detecção e remediação de qualquer prática que caracterize a instituição como corrupta. Observamos também que a adesão do Proin garante a melhoria dos controles internos dando qualidade ao serviço público e transparência, uma característica essencial para a população, os contribuintes e usuários da Junta”, disse o presidente.

O gestor da Controladoria Geral do Estado (CGE), Francisco Netto, explica que “o primeiro passo para implantar o Proin é a adesão ao programa. A partir disso, auditores da CGE irão fazer consultorias com a Jucer para que eles possam implementar esse programa dentro da Junta Comercial. Será possível mapear fluxos, processos, procedimentos e prevenção à corrupção, sendo uma das diretrizes do Governo de Rondônia”.

O monitoramento feito pelos auditores da CGE seguirá o manual e guia prático de implantação do Proin que pode ser acessado pelo link https://transparencia.ro.gov.br/ProgramaDeIntegridade/

Junta Comercial adere ao Programa Rondoniense de Integridade que destaca a transparência e combate à corrupção Junta Comercial adere ao Programa Rondoniense de Integridade que destaca a transparência e combate à corrupção Reviewed by Jotta Júnior on dezembro 31, 2021 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.