Provas do Programa de Prestação Voluntária de Serviços Administrativos acontecem neste domingo, 6

Lei Seca Presente ficou mais dinâmica e agentes são treinados para padronizar operação no Estado

Com objetivo de dar maior dinamismo e melhores resultados nas ações, o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran-RO) reformulou a operação Lei Seca e uma equipe da Diretoria Técnica de Fiscalização e Ações de Trânsito (Dtfat) está percorrendo as regionais para treinar os agentes e auxiliares de trânsito sobre os novos métodos operacionais da Lei Seca Presente, que inovou na forma de trabalhar com investimentos tecnológicos.

Na tarde desta quarta-feira, 2, o treinamento foi realizado na sede da Ciretran de Cacoal e contou com a participação dos agentes e auxiliares de trânsito da Região do Café que é composta pelos municípios de Cacoal; Pimenta Bueno; Espigão do Oeste; São Felipe do Oeste; Primavera do Oeste e Ministro Andreazza e também com a Regional da Zona da Mata, composta por Rolim de Moura; Alta Floresta e Alto Alegre dos Parecis.

O diretor de Fiscalização e Ações de Trânsito e Coordenador da Lei Seca em Rondônia, Welton Roney Nunes Ribeiro, disse que o Detran Rondônia adquiriu o etilômetro Alcolizer que foi desenvolvido na Austrália. “Esse aparelho é dotado de tecnologia avançada, tem medição rápida e detecta a presença de álcool no ar sem exigir que o motorista faça o teste assoprando no bico do bafômetro”, explicou Ribeiro.

O novo etilômetro consegue detectar teor alcoólico por aproximação

O coordenador da Lei Seca em Rondônia, explica que o novo aparelho tem ajudado a dar maior dinamismo na operação Lei Seca em todo o Estado, “com a chegada dos novos etilômetros conseguimos ampliar o número de motoristas abordados durante as operações e consequentemente flagrar um número maior de condutores dirigindo sob efeito alcoólico”, afirmou Welton Roney.

O foco principal da Lei Seca é tirar de circulação o motorista que ingeri bebida alcoólica e insiste em dirigir e “com a chegada do Alcolizer conseguimos mudar a forma de trabalhar a operação Lei Seca que ganhou maior agilidade nas abordagens dos condutores”, confirmou o coordenador da operação. O Alcolizer, também conhecido por etilômetro passivo capta a presença de álcool no ar e o motorista nem precisa descer do carro.

Basta aproximar o aparelho a alguns centímetros do condutor que estará respondendo algumas perguntas feitas pelo agente de trânsito, se em alguns segundos o etilômetro acender a luz amarela indica que pode haver álcool, já a luz vermelha aponta que o motorista bebeu, neste caso o condutor é convidado para fazer o teste tradicional assoprando no bafômetro.

Segundo a coordenadora de Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), Samia de Lima Almeida o treinamento se faz necessário tendo em vista que todo modo operacional da Lei Seca foi mudado com a introdução do Alcolizer. O treinamento também conta com a participação do auxiliar em fiscalização de trânsito, Joe Araújo dos Santos e do agente de trânsito, Johelyton Hartmann Saldanha que revezaram nas aulas teóricas e práticas.

Durante o treinamento são abordados temas como: manuseio correto do etilômetro, utilização e higienização do aparelho, manual do usuário, a forma correta de abordar e tratar o cidadão durante a Lei Seca Presente, preenchimento de auto de infração. Outro tema bastante discutido durante o treinamento foi a diferença de atuação entre a Lei Seca tradicional e a Lei Seca Presente, que é mais dinâmica com foco no condutor alcoolizado.

Provas do Programa de Prestação Voluntária de Serviços Administrativos acontecem neste domingo, 6 Provas do Programa de Prestação Voluntária de Serviços Administrativos acontecem neste domingo, 6 Reviewed by Jotta Júnior on fevereiro 03, 2022 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.