Confúcio Moura homenageia os 32 anos de atuação social do Instituto de Ciências Biológicas da USP em Rondônia

“Na Ciência, os grandes feitos passam iguais a um relâmpago, menos para a população que recebeu o bem das mãos de seus atores; esta não os esquece jamais, pois mães e pais contarão tudo aos filhos e netos”, afirma o senador.

Silenciosamente, a subunidade 5 do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de São Paulo (USP) em Monte Negro (Vale do Jamari) completa 21 anos de efetivo reconhecimento pelo trabalho desenvolvido no Estado de Rondônia e 32 desde as suas primeiras pesquisas de endemias e doenças tropicais nesta parte da Amazônia Ocidental Brasileira.

“Na Ciência, os grandes feitos passam iguais a um relâmpago, menos para a população que recebeu o bem das mãos de seus atores; esta não os esquece jamais, pois mães e pais contarão tudo aos filhos e netos”, afirmou hoje (12) o senador Confúcio Moura ao relatar a presença da maior Universidade da América Latina em Rondônia.
A subunidade 5 do ICB situa-se em Monte Negro, a 250 quilômetros de Porto Velho. “Desde o começo das suas atividades, quantos acadêmicos vieram para cá, a fim de beber na fonte de notáveis pesquisas feitas por uma valorosa plêiade de cientistas entre os quais, os professores cientistas parasitologistas Luiz Hildebrando Pereira da Silva, Samuel Bransley Pessoa e o até hoje presente em Rondônia, Luís Marcelo Aranha Camargo?”, indagou o senador.

Segundo lembrou, a cada ano a USP envia de ônibus, de São Paulo para Monte Negro dezenas de alunos para estudar na prática doenças e insetos amazônicos, sob a supervisão de cientistas “Perguntem ao doutor Aranha quantos já vieram; tenho certeza de que aqui nesse imenso laboratório cercado por rios e pela floresta, esses estudantes e futuros médicos infectologistas não apenas “descobrem” a Amazônia, mas sobretudo trabalham com as pessoas, e assim enriquecem o seu conhecimento”, elogiou Confúcio Moura.

“O ICB5 atende gratuitamente a população do Vale do Jamari, de outros municípios de Rondônia e até de estados vizinhos, na região Norte. Em apenas quatro anos (2013-2017 conforme as estatísticas conhecidas no final do meu segundo mandato de governador, 38 mil pacientes haviam sido atendidos, e realizados mais de 63 mil exames laboratoriais; além disso, houve 12 expedições pelos rios Madeira e Purus, para o atendimento em saúde da população ribeirinha, mais de 2,35 mil pessoas”, relatou.

Confúcio Moura homenageia os 32 anos de atuação social do Instituto de Ciências Biológicas da USP em Rondônia Confúcio Moura homenageia os 32 anos de atuação social do Instituto de Ciências Biológicas da USP em Rondônia Reviewed by Jotta Júnior on setembro 12, 2022 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.