Amazonas tem 891 mil pessoas com terceira dose contra Covid em atraso

Publicidade

Amazonas tem 891 mil pessoas com terceira dose contra Covid em atraso

A cobertura vacinal contra a doença na capital é de 80,5% e FVS alerta para a necessidade de ampliação

acritica.com
Amazonas tem quatro municípios com 100% de vacinação (Foto: Girlene Medeiros / FVS)

Amazonas tem quatro municípios com 100% de vacinação (Foto: Girlene Medeiros / FVS)

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), alerta para a importância da ampliação da cobertura vacinal contra a Covid-19 no Amazonas. Em todo o estado, a cobertura vacinal é de 73%, com mais de 8,5 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas. 

O Estado distribuiu 9,8 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 e todos os 62 municípios do estado, que executam a vacinação em seus territórios, estão abastecidos com os imunizantes para realização da vacinação. 

A FVS-RCP alerta que o esquema primário é o básico para a imunização da população e a orientação das autoridades de saúde é que as pessoas atualizem a vacinação com doses de reforço, fortalecendo a proteção, independente do período em atraso.

Os dados são consolidados pela FVS-RCP, com base no Sistema de Informações do PNI (SI-PNI), onde os municípios realizam o registro das doses aplicadas. Com base no levantamento, apenas dez cidades do estado atingiram a cobertura vacinal de esquema primário contra a Covid-19 (1ª e 2ª doses), de 90%, na população de 3 anos ou mais. A cobertura vacinal contra a doença na capital, Manaus, é de 80,5%.

No ranking de municípios com maiores coberturas vacinais contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da Covid-19, na população de 3 anos ou mais, estão: Japurá (100%), Ipixuna (100%), Silves (100%), Fonte Boa (100%), Jutaí (97,8%), Itapiranga (97%), Tefé (96,5%), Barreirinha (95,3%), Nhamundá (94,3%) e Iranduba (92,2%).

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, reforça que a população deve manter a caderneta de vacinação atualizada, incluindo as doses de reforço, responsáveis por fortalecer a proteção imunológica por mais tempo.

“São 891 mil pessoas com atraso na aplicação da 1ª Dose de Reforço e outras 762 mil pessoas com a 2ª Dose de Reforço atrasada. É bastante gente que precisa fortalecer o sistema imunológico, evitando agravamento da doença. Por isso, é tão importante atingir as metas de coberturas vacinais”, alerta Tatyana.

O panorama de vacinação contra a doença no estado está disponível em: https://bit.ly/3Q8qTkd. O monitoramento da cobertura vacinal de imunizantes, incluindo Covid-19, é realizado pela coordenação estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), integrante FVS-RCP, junto aos municípios que executam a vacinação em seus territórios. 

Monitoramento e distribuição

Alexsandro Melo, chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE) da FVS-RCP, lembra que é comum atraso no repasse de informações, por parte das secretarias municipais de saúde, devido ao tempo de inserção de registros de aplicação no sistema do Ministério da Saúde.

“Temos que considerar a realidade dos municípios do interior do estado, que têm dificuldades com acesso à internet e quantitativo de pessoal para a realização das ações, mas o Estado sempre está monitorando a aplicação das doses como prioridade, porque a cobertura vacinal precisa avançar”, enfatiza Alexsandro.