Corpo de Pelé é sepultado após cortejo pelas ruas de Santos

Publicidade

Corpo de Pelé é sepultado após cortejo pelas ruas de Santos

Caminhão com o caixão do Rei circulou entre fãs por cerca de três horas e meia

Por Bruno Giufrida, Felipe Zito, Henrique Toth e Marcelo Braga — Santos, SP

Às 14h desta terça-feira, 3 de janeiro de 2023, o corpo de Pelé, o Rei do Futebol, chegou ao Memorial Necrópole Ecumênica, onde foi sepultado.

A despedida final, restrita a familiares e a amigos próximos, ocorreu após cortejo de cerca de três horas e meia de duração pelas ruas de Santos. O cemitério fica a cerca de um quilômetro da Vila Belmiro. Edinho, filho mais velho do Rei do Futebol, agradeceu às homenagens.

Corpo de Pelé é levado ao Memorial Necrópole Ecumênica, onde será Sepultado

Corpo de Pelé é levado ao Memorial Necrópole Ecumênica, onde será Sepultado

Cortejo de Pelé chega ao Cemitério Memorial de Santos

Cortejo de Pelé chega ao Cemitério Memorial de Santos

Antes, houve 24 horas de velório aberto ao público no estádio – até as 10h desta terça. Segundo estimativa do Santos, cerca de 230 mil pessoas foram à Vila Belmiro se despedir de Pelé.

Caixão com o corpo de Pelé chega ao cemitério para sepultamento — Foto: Felipe Zito

Lula, presidente da República, esteve presente, acompanhado da primeira-dama, Janja Lula da Silva. Ele participou, com familiares e outros convidados, de uma missa realizada na tenda onde estava Pelé.

Cortejo de Pelé é recebido por uma multidão na praia de Santos

Cortejo de Pelé é recebido por uma multidão na praia de Santos

Cortejo de Pelé passa pela praia de Santos, que tem homenagem ao Rei

Cortejo de Pelé passa pela praia de Santos, que tem homenagem ao Rei

Os portões do estádio foram fechados ao público às 9h50. O caixão foi coberto às 10h03, sob aplausos.

Pessoas jogam pétalas de rosas no cortejo de Pelé

Pessoas jogam pétalas de rosas no cortejo de Pelé

Após o velório, o corpo do Rei foi levado em cortejo até o cemitério, em um trajeto de 13 quilômetros. Fãs acompanharam o caminhão de Bombeiros onde estava o caixão. Pessoas jogaram flores, ergueram bandeiras, buzinaram, aplaudiram. Um bombeiro, emocionado, chorou.