José Múcio assume Defesa, diz que Brasil tem 'tradições pacíficas' e Forças Armadas estão a serviço da democracia

Publicidade

José Múcio assume Defesa, diz que Brasil tem 'tradições pacíficas' e Forças Armadas estão a serviço da democracia

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, durante cerimônia na sede da pasta — Foto: Reprodução
1 de 1 O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, durante cerimônia na sede da pasta — Foto: Reprodução

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, durante cerimônia na sede da pasta — Foto: Reprodução

O ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU) José Múcio Monteiro assumiu nesta segunda-feira (2) o cargo de ministro da Defesa do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Ele afirmou que o Brasil tem "tradições pacíficas" e que as Forças Armadas estão a serviço da paz e da democracia.

Uma cerimônia na sede da pasta marcou o início da gestão de Múcio na Defesa.

Em discurso, o novo ministro agradeceu ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva por tê-lo designado para comandar o ministério.

O ex-presidente do TCU disse que chega com "humildade" e prometeu respeito às tradições e cultura dos militares.

“Nosso país possui tradições pacíficas. Apesar de sua relevante dimensão geopolítica, o Brasil e suas Forças Armadas sempre se posicionaram a serviço da paz, da democracia, do respeito às instituições e da cooperação com os seus vizinhos”, destacou.

Múcio disse ainda que a história mostra que as Forças Armadas são instituições de Estado e "ciosas de seu papel constitucional".

Ele afirmou também que vai tratar com prioridade os programas estratégicos conduzidos por Exército, Marinha e Aeronáutica.

“Procurarei igualmente incrementar o intercâmbio das estruturas militares com a base industrial da defesa brasileira e com meio acadêmico de modo a estimular a evolução técnica, tecnológica, científica e comercial e com isso contribuir para o desenvolvimento nacional”.

O Ministério da Defesa

Entre as competências do Ministério, estão a operacionalização do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) e a elaboração de políticas e estratégias setoriais de defesa e militares.

Múcio, considerado um político conciliador e moderado, terá a missão de melhorar a relação de Lula com os militares, que tiveram participação de destaque em cargos de gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Múcio nasceu em Recife e tem 74 anos. Ele integrou a equipe ministerial de Lula durante o segundo mandato do petista (2007-2010). Na oportunidade, foi ministro da Secretaria de Relações Institucionais.

Perfil

Múcio iniciou a carreira a política na década de 1970 e, ao longo dos anos, passou pelos pelas siglas PFL, PSDB e PTB.

Ele é formado em engenharia civil e já foi prefeito da cidade de Rio Formoso (PE), entre 1982 e 1983. Na sequência, foi secretário de Transportes, Comunicação e Energia de Pernambuco.

Também foi eleito deputado federal por cinco mandatos consecutivos, tendo se licenciado para assumir o cargo de Secretário de Planejamento, Urbanismo e Meio Ambiente da Cidade de Recife (1997-1998) e o ministério de Lula (2007-2009).

Em setembro de 2009 renunciou ao mandato de deputado federal para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas da União (TCU). Ele deixou a Corte em dezembro de 2020.