“Inicialmente a pretensão era para 7 de setembro, mas em áudio divulgado hoje, o cantor diz haver mudança da data para o dia 8 de setembro. Nós vamos parar 72h, se não fizerem nada nessas 72h, ninguém anda no país”, disse. Vídeo ao final.


Sérgio Reis resolveu se manifestar a favor da intervenção militar e a partir daí acabou se envolvendo em uma grande polêmica, já que alguns internautas estão usando as redes sociais para pedirem a prisão do cantor sertanejo, assim como aconteceu nesta última sexta-feira com o ex-deputado Roberto Jefferson, por ameaças ao STF.

Na útima quinta-feira, dia 12, Sérgio Reis esteve em uma reunião com alguns empresários e também caminhoneiros, no qual debateram a respeito de uma possível mobilização contra o Supremo Tribunal Federal. A intenção do cantor é promover uma organização de apoio a Jair Bolsonaro e também pedir pela volta do voto impresso.

Vai parar tudo. Não é só Brasília, é o país”, disse o sertanejo durante o encontro, alegando ainda que o Brasil nunca passou por algo assim e completou: “A cobra vai fumar”.


VEJA NO VIDEO ABAIXO:


Da redação