Setor, responsável por mais de 20% da produção de riquezas, registrou expansão em cinco dos sete meses desde o início do ano

Produção industrial reage na abertura do segundo semestre

Produção industrial reage na abertura do segundo semestre

FREEPIK

Depois de encerrar junho em queda, a produção industrial brasileira reagiu e cresceu 0,6% em julho, de acordo com informações reveladas nesta sexta-feira (2) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Desde o início de 2022, o setor registrou cinco meses de alta até agora.

Com a variação positiva, a atividade responsável por mais de 20% do PIB (Produto Interno Bruto) — soma de todos os bens e serviços produzidos no país — agora se encontra menos de 1 ponto percentual abaixo do nível de fevereiro de 2020, o último mês sem os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia nacional.

André Macedo, gerente responsável pela PIM (Pesquisa Industrial Mensal), avalia que ao longo do ano de 2022 o setor industrial vem mostrando maior frequência de resultados positivos, com quedas registradas apenas nos meses de janeiro (-1,9%) e junho (-0,3%).

"São cinco meses de crescimento em sete oportunidades. Nesses resultados, observa-se a influência das medidas governamentais de estímulo e que ajudam a explicar a melhora registrada no ritmo da produção. Mas vale destacar que ainda assim a produção industrial não recuperou as perdas do passado", explica Macedo.