Ao insistir em criticar Hildon Chaves, Léo Moraes fica mais distante do Detran

O ex-deputado Léo Moraes ficou mais distante de assumir a cadeira de diretor-geral do Detran. Ao criticar abertamente o prefeito Hildon Chaves, Léo colocou o governador Marcos Rocha (União Brasil) em uma saia justa, já que o prefeito de Porto Velho é seu sucessor natural ao Governo em 2026. Hildon, antes de Léo Moraes, abraçou o projeto de reeleição do atual chefe do Executivo, levantou a bandeira do segundo mandato e colocou todos seus aliados no mesmo barco, mesmo nos momentos de fraqueza da própria máquina eleitoral. Por sua vez, o ex-candidato do Podemos só resolveu mostrar seu apoio nos últimos dias de campanha, trazendo um punhado de lideranças, já que a maioria dos seus correligionários e até assessores estavam embarcados no projeto do senador Marcos Rogério (Democratas). Será que após tecer duras críticas ao prefeito da capital, aliado político de primeira ordem do governador Marcos Rocha, a nomeação de Léo Moraes será mantida? Vamos aguardar os próximos capítulos.