Grupo suspeito de aplicar golpes em idosos no Amazonas é preso — Foto: PC-AM
1 de 2 Grupo suspeito de aplicar golpes em idosos no Amazonas é preso — Foto: PC-AM

Grupo suspeito de aplicar golpes em idosos no Amazonas é preso — Foto: PC-AM

Um aposentado de 78 anos morreu ao cair em depressão após sofrer golpe de uma quadrilha no Amazonas, segundo a Polícia Civil. O grupo criminoso fez, ao menos, oito vítimas, todas idosas. Os suspeitos foram presos na quarta-feira (22).

Os golpes eram aplicados contra idosos que frequentavam agências bancárias de Rio Preto da Eva, cidade no interior do Amazonas.

Como os criminosos agiam

De acordo com o delegado Henrique Brasil, titular do 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), as vítimas eram convencidas a fazer transações bancárias e empréstimos no momento em que iam receber seus respectivos salários ou benefícios vindos de programas sociais do governo.

"Eles chegavam perto desses idosos, ofereciam uma ajuda. Muitas das vezes, os idosos têm dificuldade de visão, dificuldade para manusear o sistema do banco, e eles acabavam aceitando essa ajuda", disse.

O delegado afirmou que, ao mesmo tempo em que três pessoas aplicavam o golpe no banco, outras duas faziam pequenos furtos em comércios de Rio Preto da Eva.

"No momento da ação, eles acabavam tirando biometria no banco, trocavam o cartão da vítima, tiravam o idoso do caixa eletrônico, enquanto o outro mexia no caixa e retirava o dinheiro", informou o delegado.

A Polícia Civil estima que, a cada golpe, eram retirados de R$ 5 mil a 10 mil das contas das vítimas.

Enganado em dezembro de 2022, o idoso que morreu caiu em depressão após perceber que tinha sofrido o golpe. O idoso não quis mais se alimentar, e faleceu em fevereiro de 2023.

"É uma quadrilha que, as vezes, pensa que está tirando só o patrimônio mas acaba tirando a vida da pessoa que depende daquilo. Que vive de um salário mínimo, que vive de um beneficio social", apontou Henrique Brasil.

Grupo suspeito de aplicar golpes em idosos no Amazonas é preso — Foto: PC-AM

Prisão

O grupo criminoso - dois homens e três mulheres - foi preso na quarta-feira (22), na AM-010, enquanto tentava fugir de Rio Preto da Eva.

Após denúncias, os suspeitos passaram a ser observados pela Polícia Civil. Ao receber a informação de que o grupo fugiria do município, uma equipe seguiu os suspeitos e os prendeu na estrada.

As cinco pessoas devem responder por associação criminosa e serão investigadas em oito inquéritos.

*Colaborou Carolina Diniz, da Rede Amazônica.