Dom Zenildo Lima é o novo bispo auxiliar de Manaus. — Foto: Divulgação/Inspetoria São Domingos Sávio
1 de 1 Dom Zenildo Lima é o novo bispo auxiliar de Manaus. — Foto: Divulgação/Inspetoria São Domingos Sávio

O presbítero, que é reitor do Seminário Arquidiocesano São José e um dos vice-presidentes da Conferência Eclesial da Amazônia (Ceama), foi nomeado pelo Papa em setembro. A nomeação ocorreu após uma solicitação do arcebispo Dom Leonardo Steiner, que pediu mais um bispo para lhe auxiliar na Cúria Metropolitana.

Além de Steiner, também vão participar da ordenação do novo bispo, o arcebispo de Porto Velho, Dom Roque Paloschi, e o bispo emérito de Coari, Dom Gutemberg Régis.

A celebração tem previsão de duração de, no mínimo, duas horas, e vai reunir padres, religiosos e fiéis de diversas paróquias de Manaus.

Quem é o novo bispo

Nascido em 14 de outubro de 1968, em Manaus, Zenildo é o sexto filho de uma família de dez irmãos e ingressou no seminário em 18 de fevereiro de 1989.

Cursou Filosofia e Teologia no então Centro de Estudos do Comportamento Humano (Ceneschi), em Manaus, de 1989 a 1995. Foi ordenado diácono em 19 de março de 1996. A ordenação presbiteral ocorreu em 4 de agosto do mesmo ano.

Padre Zenildo é mestre em Teologia, com especialização em Teologia Dogmática, pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma (1998-2000). Sua dissertação tratou sobre a “Dimensão Eclesial do Ministério Presbiteral”. O mestrado foi reconhecido pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Veja a atuação pastoral do novo bispo auxiliar:

  • Em sua atuação pastoral, foi coordenador paroquial da paróquia Cristo Libertador, em Manaus (1993-1994) e da paróquia de Santa Luzia da Matinha, em Manaus (1995-1996).
  • Também foi pároco das paróquias de São Lázaro (1997-1998), Santa Cruz (2000-2002), Nossa Senhora Auxiliadora (2003-2005) e São Raimundo (2007- 2011 / 2015-2016).
  • Coordenou a Pastoral Vocacional da arquidiocese e do Regional Norte 1 (1995 – 1996), bem como a Pastoral Presbiteral nos âmbitos arquidiocesano e Regional (1997-1998).
  • Foi secretário da Comissão Nacional de Presbíteros (CNP), de 2004 a 2008, e diretor do Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (ITEPES), antigo Ceneschi, entre 2006-2013.
  • De 2012 a 2015, foi secretário executivo do Regional Norte 1 da CNBB.
  • Entre 2018 e 2022, foi vice-presidente da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (Osib).
  • Desde 2016, é reitor do Seminário Arquidiocesano São José. Atualmente, é membro do Conselho Prebiteral e do Colégio de Consultores da Arquidiocese de Manaus.

Além disso, Padre Zenildo tem intensa participação nos encontros dos bispos da Amazônia. Ele esteve presente nos eventos de 1997, 2007, 2012, 2013, 2019, 2021 e 2022.

No Sínodo sobre a Amazônia, em 2019, participou como auditor e como colaborador na Síntese da REPAM-Brasil.