Carteira de Trabalho — Foto: Jonathas Lins/Secom Maceió
1 de 1 Carteira de Trabalho — Foto: Jonathas Lins/Secom Maceió

Carteira de Trabalho — Foto: Jonathas Lins/Secom Maceió

O IBGE divulgou, na quarta-feira (22), dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) quanto ao terceiro trimestre de 2023. De acordo com a pesquisa, 833 mil pessoas estão empregadas em Rondônia.

Desse total:

  • 321 mil estavam empregados no setor privado, representando 38,5% do total de trabalhadores
  • 284 mil são trabalhadores autônomos, representando 34,1%
  • 184 mil são trabalhadores do comércio, sendo 22,1% do total
  • 166 mil desempenham suas atividades na administração pública, que engloba a defesa, seguridade social, educação, saúde e serviços sociais;
  • 162 mil trabalham na agropecuária.

Esses dados colocam Rondônia como o estado com a menor taxa de desocupação do país, com 2,3% de desocupação.

De acordo com o IBGE, apesar da baixa taxa de desocupação, Rondônia ainda tem um alto índice de informalidade. No terceiro trimestre de 2023, a pesquisa descobriu que 45,3% das pessoas ocupadas não tinham registro em carteira ou CNPJ.