Governador de Rondônia na COP 28 — Foto: Rede Amazônica
1 de 1 Governador de Rondônia na COP 28 — Foto: Rede Amazônica

Governador de Rondônia na COP 28 — Foto: Rede Amazônica

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha (União), viajou para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para participar da 28ª conferência do clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP 28.

Nos últimos três anos, o governador Marcos Rocha esteve presente na COP. Este ano, o evento deve durar cerca de duas semanas e tem um peso fundamental para a ação global contra as mudanças do clima.

Durante a passagem pela conferência, o governador de Rondônia já participou de reuniões bilaterais e também de painéis no pavilhão do governo federal brasileiro na conferência.

“[Meu objetivo aqui é] Buscar, atrair investidores. Nós temos investidores, recursos que estão por aqui, por essa área imensa da COP e a gente só precisa dos investidores”, disse o governador à Rede Amazônica.

Um exemplo de busca por investimento citado pelo governador é para o potencial turístico do estado, como o Forte Príncipe da Beira: uma edificação militar construída há mais de dois séculos, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“O Forte não pertence ao estado, mas eu estou aqui também fazendo proposta porque é de interesse do governo do estado que aquela área vire um grande ponto de turismo. Sabia que ali chegam pessoas do mundo inteiro para visitar? A gente pode ter essa visita ampliada através de um local histórico para o estado de Rondônia”, aponta.