Olha o Robô!

Pelo terceiro ano consecutivo, as equipes se enfrentaram na primeira rodada do Barezão; Placar de 2 a 1 foi feito ainda no primeiro tempo

Deyvid Jhonatan

dejota@acritica.com

21/01/2024 às 20:22.

Atualizado em 21/01/2024 às 20:22

 (Foto: Rudson Renan/Manauara EC)

(Foto: Rudson Renan/Manauara EC)

Assim como foi em 2022 e 2023, Amazonas e Manauara se enfrentaram pela primeira rodada do Barezão 2024, no estádio Carlos Zamith. Na primeira vez, empate em 1 a 1. No ano passado, o placar foi de 2 a 0 para o Robô. Na tarde deste domingo (21), a vitória foi novamente do Robô, por 2 a 1, de virada.

Com o resultado, o Manauara fecha a rodada na terceira posição do grupo B, com 3 pontos e 1 gol de saldo. Por outro lado, a Onça-pintada também está na terceira posição, mas do grupo A, com 0 ponto e -1 de saldo.

Na próxima rodada, as duas equipes jogam quarta-feira (24), na Arena da Amazônia. Às 15h30, o Manauara enfrenta o Nacional, enquanto que às 20h, o Amazonas recebe o Princesa. Nesta primeira fase, quatro equipes de cada grupo - com cinco clubes em cada - avançam às quartas de final.

Gols só no primeiro tempo

Aos 12 minutos, Sassá tabelou com Rafael Tavares e, pela esquerda da grande área, fuzilou para o fundo do gol. Artilheiro da Série C em 2023, este foi o primeiro gol de Sassá no Campeonato Amazonense, mas o atacante não teve tempo para comemorar.

Aos 14 minutos, Joãozinho recebeu na grande área pelo lado esquerdo, cortou para o meio - deixando o marcador na saudade - e acertou um chute de extrema felicidade, mandando a bola entre a trave direita e o goleiro Edson Mardden, deixando tudo igual no placar.

Aos 38, novamente pelo lado esquerdo da grande área, Sacramento finalizou com força e o goleiro Edson Mardden cedeu rebote. Com a bola na pequena área, ficou fácil para Michael encher o pé e virar o jogo em favor dos comandados do técnico Dico Woolley.

Aos 47, o Amazonas teve grande chance de empatar o jogo, quando Rafael Tavares foi derrubado na área e o árbitro Ivan da Silva Guimarães Júnior marcou pênalti. No entanto, aos 50, Sassá mandou a bola na trave esquerda de Jonathan e ela saiu pela linha de fundo.

No segundo tempo, a chuva forte que caiu na capital amazonense prejudicou o espetáculo. O Amazonas esboçou uma pressão em busca do empate, mas o placar não se alterou para a alegria do Manauara que, pelo segundo ano seguido, vence a Onça-pintada na abertura do Barezão.

FICHA TÉCNICA

Amazonas 1x2 Manauara

Amazonas: Edson Mardden, Patric (Ezequiel, 29'/2T), Wellington Carvalho (Alison, INT), Fabiano, PH, Renan Castro, Guilherme Mantuan, Rubens (Wiliam Barbio, INT), Rafael Tavares (Lucas Silva, 20'/2T), Diego Torres (Laércio, 20'/2T) e Sassá. Téc: Luizinho Vieira

Manauara: Jonathan, Vitinho, Guilherme Moller, Paulinho, Patrick (Éder, INT), Caio (Jhonathan Moc, 15'/2T), Joãozinho, Gama, Sacramento (Neto, 24'/2T), Jorge (Clemente, 5'/2T) e Michael (Xandy, 15'/2T). Téc: Dico Woolley

Estádio: Carlos Zamith

Público e renda: 1.351 pagantes (1.771 presentes) / R$ 24.015,00

Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior

Gols: Sassá (12'/1T); Joãozinho (14'/1T) e Michael (38'/1T)