Conforme o subsecretário da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), Armínio Pontes, todos os contribuintes deverão receber seus carnês antes do vencimento da primeira parcela e cota única com desconto do IPTU 2024, marcado para o dia 15 de março.

Alguns contribuintes residentes nos bairros das Zonas Sul e Centro-Sul de Manaus, como Adrianópolis, Aleixo, Cachoeirinha e Distrito Industrial, já começaram a receber os carnês. O trabalho de distribuição, via Correios, segundo a prefeitura, ocorrerá durante todo o mês de fevereiro.

"Os contribuintes já podem aguardar que os Correios já iniciaram as entregas. Quem quiser adiantar seu pagamento e concorrer ao prêmio de meio milhão de reais do IPTU Premiado já pode emitir a segunda via no portal de serviços Manaus Atende", destacou o subsecretário da Semef.

O contribuinte poderá acessar a segunda via das guias do IPTU 2024 por meio do endereço eletrônico da pasta. Mais informações poderão ser obtidas pelo número 156, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Descontos

Conforme as regras de lançamento do IPTU, definidas pela prefeitura, os contribuintes proprietários de imóveis prediais e territoriais de uso residencial ou misto poderão optar em pagar o imposto com desconto de 10% sobre a cota única ou parcelar o pagamento em até 10 vezes, sem o desconto.

Já para os imóveis de uso não residencial o desconto será de 20% para pagamento em cota única e de 10% se a opção for pelo pagamento parcelado em até 10 vezes. Tanto a guia única com desconto quanto a parcelada vencem no dia 15 de março.

Premiação

A Prefeitura de Manaus dará continuidade à campanha IPTU premiado em 2024. Dessa vez, os contribuintes que quitarem seu IPTU em cota única, até a data de vencimento estabelecida, concorrerão a premiações de R$ 10 mil a R$ 500 mil.

Os contribuintes que mantiverem em dia seu pagamento durante o ano de 2024 concorrerão a premiações mensais de R$ 5 mil a R$ 40 mil. No final do exercício, o Executivo municipal também sorteará um prêmio extra de R$ 300 mil entre os contribuintes que não possuírem dívida de IPTU em qualquer ano.