Rodrigo se formou na PUC-RJ, em 2005. Em 2008, se especializou na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em Direito Civil Empresarial (contratos). Era sócio-fundador do Marinho & Lima Advogados, que tem escritório na Avenida Marechal Câmara, no Centro do Rio.

O assassinato ocorreu a poucos metros da sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Rio; da Defensoria Pública e do Ministério Público estadual.

Rodrigo era conhecido entre amigos e colegas do Direito por ser uma pessoa de bom trato e sem problemas na carreira. Estava recém-separado.

Advogado é morto a tiro no Centro do Rio

Advogado é morto a tiro no Centro do Rio

O g1 apurou que nos últimos anos, Rodrigo Marinho atuou em ações de resgate de investimentos de criptomoedas. Em uma das ações, conseguiu bloqueio de contas de algumas pessoas envolvidas em esquemas de pirâmide.

Ele também já atuou em casos da área cível prestando serviço para a Souza Cruz.

Assassino desceu de carro branco

Nesta segunda à tarde, o advogado deixou seu escritório para lanchar com seu sobrinho. Ao sair do prédio, segundo testemunhas, uma pessoa se aproximou dele, chamou por seu nome e realizou os disparos. O criminoso estava encapuzado.

Depois, ainda de acordo com testemunhas, ele disparou pelo menos outros oito tiros contra o advogado. Por volta das 17h27, a Polícia Militar foi chamada para apurar o caso. Logo depois, a Delegacia de Homicídios da Polícia Civil também foi acionada.

Após os disparos, o criminoso entrou em um veículo de cor branca e fugiu. Policiais civis estão em buscas das câmeras de segurança do local.