Durante a inspeção, os fiscais constataram a presença de grande quantidade de trigo falsificado, além das más condições de higiene nas instalações, como lixo acumulado próximo à entrada, funcionários sem vestimenta adequada e a presença de baratas e carunchos.

“O proprietário alegou que a farinha de trigo encontrada seria utilizada na produção de cola, mas há a suspeita de que o produto fosse ensacado em embalagens de marcas legítimas, colocando em risco a saúde dos consumidores”, explicou Ricardo Celestino, gerente de Vigilância de Alimentos da Visa Manaus.

De acordo com a Visa Manaus, o depósito foi interditado. As 25 toneladas de farinha de trigo falsificada serão levadas, ao longo dos próximos dias, para descarte no Aterro de Resíduos Sólidos de Manaus, localizado no quilômetro 19, da rodovia AM-010.

Após visita, o proprietário foi conduzido ao 14º Distrito Integrado de Polícia para prestar esclarecimentos. Ele responderá a Processo Administrativo Sanitário, que pode resultar em multa de 1 a 400 UFMs (Unidades Fiscais do Município), cujo valor atual é de R$ 139,82.