Temporal registrou 79 milímetros em três horas; Defesa Civil atendeu diversas ocorrências pela cidade

Porto Velho, RO - O volume de chuva do último sábado (13) causou transtornos em vários pontos da cidade mesmo com os esforços intensos da Prefeitura de Porto Velho que constantemente executa o trabalho de manutenção preventiva de bueiros que ficam sobrecarregados. A situação acende o alerta e as autoridades pedem a colaboração da população para que não descarte lixo de forma incorreta nas ruas, margens de canais e outros ambientes onde os detritos possam ser arrastados pelas águas, entupindo a rede de drenagem.

O temporal que ocorreu entre a tarde e a noite teve 79 milímetros em três horas intensas de chuva, a maior desta temporada, segundo a Defesa Civil Municipal. "A chuva de ontem seria o equivalente a um mês de chuva, foi um volume muito acima do normal", confirmou o coordenador municipal de Proteção e de Defesa Civil, Elias Ribeiro de Barros, que informou ainda que 12 solicitações foram atendidas, em pontos no Lagoinha, Três Marias, Lagoa, avenida Rio de Janeiro com Rio Madeira, Castanheiras e avenida Raimundo Cantuária com rua Daniela. "A demanda foi imensa, não conseguimos atender todas as solicitações, haja visto que a grande quantidade de chuva atingiu toda a cidade, ao mesmo tempo", completou.


Grandes quantidades de lixo são arrastados e entopem os bueiros

Mais de 3,5 toneladas de resíduos sólidos foram recolhidos das ruas de Porto Velho nos três primeiros meses deste ano. Somente no mês de março, a Secretaria Municipal de Saneamento e Serviços Básicos (Semusb) removeu mais de uma tonelada de lixo, fruto das ações constantes de limpeza espalhadas por todas as regiões, seja em forma de mutirão ou manutenção das vias públicas.

Grandes quantidades de lixo são arrastados e entopem os bueiros. Consequentemente, a água não escorre, o que acaba favorecendo os alagamentos e resultando em ruas e avenidas intransitáveis, prejuízos em residências e comércios. O pedido é para que resíduos de uma residência ou comércio sejam sempre colocados em áreas secas e não alagáveis, de modo a reduzir o risco de serem carregados pela água até os bueiros.

A orientação da Defesa Civil para quem estiver andando a pé ou dirigindo durante fortes chuvas, é que redobre o cuidado, se estiver diante de uma via alagada, não se deve tentar atravessá-la, pois existe o risco de ser arrastado. Em casos de urgência o órgão pode ser acionado pelo telefone 199 ou através do whatsapp: (69) 98473-2112, disponível também para ligações.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)