Entre os eleitores de Bolsonaro em 2022, 8% acreditam na teoria; no caso de Lula, são 7%. No geral, independentemente do voto nas eleições de 2022, 90% dos entrevistados afirmaram que a terra é redonda.


Planeta Terra fotogrado durante a missão Apollo 17, em 1972 — Foto: Nasa

Planeta Terra fotogrado durante a missão Apollo 17, em 1972 — Foto: Nasa

Há um empate técnico eleitores do presidente Lula (PT) e do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) quando se trata da falsa tese de que a Terra é plana, afirma pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (24).

Entre os eleitores de Bolsonaro em 2022, 8% acreditam na teoria; no caso de Lula, são 7%.

No geral, independentemente do voto nas eleições de 2022, 90% dos entrevistados afirmaram que a terra é redonda. O percentual é o mesmo do registrado em julho de 2019, quando a pergunta também foi feita pelo Datafolha.

Destes, a taxa de crença na Terra redonda é de 94% entre os que possuem ensino superior. No caso de pessoas com apenas o ensino fundamental, o número é de 85%.

No entanto, a margem de erro na análise por escolaridade é maior: quatro pontos percentuais para mais ou para menos para ensino fundamental; e cinco pontos para ensino superior.

Apesar de crença quase igual na hipótese já refutada da Terra plana, outra pesquisa Datafolha em 2023 mostrou maior adesão de eleitores de Lula à vacinação contra Covid em comparação com eleitores de Bolsonaro.

Reveja reportagem de 2019 do Globo Repórter sobre desconfiança de brasileiros na ciência:

Terra plana, vacinas e aquecimento global: 1/3 dos brasileiros ainda desconfia da ciência