Mais de R$ 65 milhões destinados pelo Governo de Rondônia para aeroportos de seis municípios

Porto Velho, RO - Mais de R$ 65 milhões foram investidos em infraestrutura aeroportuária do Estado, fortalecendo as ações do Governo de Rondônia voltadas para o desenvolvimento econômico, visando garantir maior facilidade no deslocamento e refletindo na qualidade de vida da população, além de impulsionar o turismo nas regiões.

Os investimentos nos aeroportos vão ao encontro de medidas desenvolvidas para o aumento da conectividade aérea fomentado também com o Decreto n° 28.989, de 21 de março de 2024, que reduziu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do combustível de aviação e demais incentivos, garantindo mais atratividade de voos para Rondônia.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, “os investimentos garantem mais qualidade e eficiência do serviço aeroportuário no Estado, além de ser um atrativo para empresas investirem em Rondônia, fortalecendo, ainda mais o setor econômico, bem como o setor turístico que está em ascensão no Estado”.

De acordo com o diretor-geral do DER-RO, Eder Fernandes, ao longo dos últimos cinco anos, o Governo do Estado realizou obras de infraestrutura nos aeroportos de Cacoal, Ji-Paraná, Vilhena, Ariquemes, Guajará-Mirim e Costa Marques, trazendo melhorias para as operações aeroportuárias, na manutenção de pista de pouso e decolagem, além de reformas e novas construções.

Governo investiu na infraestrutura de aeroportos

Em Cacoal, foi investido um total R$ 25,84 milhões, divididos em R$ 12,43 milhões em investimento para a infraestrutura e mais R$ 13,41 milhões, em operações. Todo o valor foi convertido na aquisição e instalação de aparelhos que auxiliam na navegação aeroportuária, reforma e ampliação da infraestrutura física (como a ampliação do terminal de passageiros), aquisição de mobiliário, execução de faixa de pista, faixa preparada e implantação de Área de Segurança de Fim de Pista, para operação de Índice de Força Relativa (IFR), além da contratação de empresa especializada; responsável pela gestão e operação e a obtenção do Certificado Operacional para operação de voo por instrumento IFR, conforme a Portaria nº. 10658/SIA/ANAC, de 06 de março de 2023.

Em Ji-Paraná e Vilhena, duas das mais importantes cidades do interior de Rondônia, o Governo do Estado investiu mais de R$ 38 milhões, desde a contratação de empresa especializada em gestão e operação, construção de cercas operacionais padrão da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO), cobertura de acesso, guarita e instalação de dilacerador de pneus, Instalação de Estação Meteorológica Automática (Ji-Paraná) e Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão, Biruta iluminada, Sinalização Horizontal, Farol Rotativo e iluminação do Pátio (Vilhena), bem como a obtenção dos Certificados Operacionais junto à Agência Nacional de Aviação Civil.

Aeroportos do interior receberam certificações da Anac

No Aeroporto de Ariquemes, o valor total de investimentos foi de R$ 914,81 mil (novecentos e quatorze mil e oitenta e um reais), sendo R$ 290,05 mil (duzentos e noventa mil reais e cinco centavos) em Infraestrutura e R$ 624,75 mil (seiscentos e vinte e quatro reais mil e setenta e cinco centavos] em Operação. As principais ações realizadas pelo Governo de Rondônia para melhor atender à população foram a revitalização de sinalização horizontal, aquisição e instalação de Container tipo escritório e a contratação de vigilância patrimonial armada.

Outro importante passo na melhoria da rede aeroportuária de Rondônia, foi a reabertura dos aeródromos de Costa Marques e Guajará-Mirim para operações aéreas junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que receberam do Governo do Estado investimentos na ordem de R$ 244 mil em Costa Marques e R$ 337 mil em Guajará-Mirim. Valores que foram investidos em ambos aeroportos na aquisição e instalação de container tipo escritório, recuperação de cerca operacional, instalação de Indicador de Vento (Biruta) e revitalização de sinalização horizontal, além da reforma do terminal de passageiros e contratação de vigilância patrimonial armada especificamente em Guajará-Mirim.