Ex-prefeito é preso acusado de mandar matar radialista e servidor público

Ex-prefeito é preso acusado de mandar matar radialista e servidor público

O ex-prefeito de Governador Jorge Teixeira, João Alves Siqueira, o “João Paciência”, foi preso por volta das 6h30 desta quarta-feira (8), durante a Operação 6ª Mandamento, desencadeada pela Polícia Civil de Rondônia, para cumprir ordens judiciais relacionadas em inquéritos que tramitam na Delegacia de Jaru. O ex-prefeito é acusado de ser o principal mandante do atentado à bala orquestrado em 2018 contra o radialista Hamilton Alves de Melo, da rádio Nova Jaru FM. Um servidor da Emater também estaria no alvo do político.

Durante a ação, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, dois mandados de medidas cautelares diversas e uma prisão preventiva.

A ação contou com a participação de policiais Civis das cidades de Ji-Paraná, Jaru e Ariquemes. Segundo escutas telefônicas recentes o ex-prefeito havia contratado um pistoleiro pra “terminar o serviço”, que segundo a apuração seria executar de vez o radialista Hamilton Alves e mais seis pessoas que estão envolvidas nas duas tentativas de homicídio em que ele é acusado de ser o mandante.

Hamilton foi alvejado com seis tiros, no trecho da BR 364 conhecido como “Curva da Morte”, no dia 20 de abril de 2018, quando dois elementos em uma motocicleta seguiram o radialista durante o trajeto de retorno para Ouro Preto do Oeste.

A Polícia localizou o ex-prefeito João Paciência em sua fazenda.

Ex-prefeito é preso acusado de mandar matar radialista e servidor público Ex-prefeito é preso acusado de mandar matar radialista e servidor público Reviewed by Jotta Júnior on dezembro 08, 2021 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.