Agentes de saúde verificam incidência de Aedes aegypti em Porto Velho

Próximos bairros a serem visitados são Tancredo Neves, Cascalheiras, Flamboyant e Igarapé

Levantamento busca verificar incidência do mosquito transmissor da dengueLevantamento busca verificar incidência do mosquito transmissor da dengue

Durante dez dias úteis, a prefeitura mobiliza agentes de saúde para a realização do Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa), em Porto Velho. O objetivo é verificar a incidência do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Laurentino Balbino é líder de um grupo de servidores que executa o LIRAaLaurentino Balbino é líder de um grupo de servidores que executa o LIRAaNesta semana, as equipes visitam o bairro Esperança da Comunidade, na zona Leste da capital. A ação é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através da Divisão de Controle de Vetores (DCV) e ocorre entre três e quatro vezes por ano.

Ao todo, são 42 servidores divididos em quatro equipes para visita às residências. Segundo o líder do grupo, Laurentino Balbino de Freitas, após a consolidação dos trabalhos é feita a análise dos dados. “Verificamos qual o bairro com o maior índice de infestação e, em cima desses números, fazemos outra ação de visita regular para fazermos o controle”, informa.

A ação, que tem duração de dez dias úteis, consiste na visitação de 20% dos imóveis de cada bairro, entre residências e comércios, que são sorteados pelo próprio sistema do LIRAa. O trabalho engloba educação em saúde, orientações, eliminação de criadouros e tratamento nos criadouros que não podem ser removidos, a exemplo das caixas d’água, entre outras.

Os agentes realizam, ainda, a coleta de larvas, eliminam os criadouros e orientam a população. As visitas são distribuídas por quarteirões, sem um número definido de imóveis.

Ação consiste na visitação a imóveis e eliminação de criadouros do AedesAção consiste na visitação a imóveis e eliminação de criadouros do Aedes

RECEPÇÃO DOS AGENTES

Além da dificuldade de encontrar casas com moradores presentes, as equipes se deparam com a resistência de parte da população. Por isso, há um apelo para que as equipes sejam atendidas, diante da necessidade do mapeamento.

“O trabalho é para dar as orientações sobre o que é preciso fazer para que se evite que o mosquito se crie na casa de cada um”, informa Freitas.

APOIO

A dona de casa Maria Auxiliadora Alves já teve dengue e lembra dos sintomas causados pela doença. Dessa forma, ela reconhece a importância dos trabalhos de visitação dos agentes. “Isso é maravilhoso. Tem pessoas que não têm consciência. A gente sempre cuida, mas os vizinhos podem não observar a situação. Essa época chuvosa requer ainda mais cuidados”, disse a moradora.

PROGRAMAÇÃO

Os próximos bairros a serem visitados são Tancredo Neves, Cascalheiras, Flamboyant e Igarapé, zona Leste.

Agentes de saúde verificam incidência de Aedes aegypti em Porto Velho Agentes de saúde verificam incidência de Aedes aegypti em Porto Velho Reviewed by Jotta Júnior on fevereiro 09, 2022 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.