Confúcio Moura observa que desigualdade de vacinação entre países ricos e pobres pode ser uma ameaça


O senador Confúcio Moura (MDB-RO) durante discurso no Plenário do Senado, na última quarta-feira (02), enfatizou que a pandemia do novo coronavírus ainda está em curso desafiando e surpreendendo o mundo, e que ainda há uma imensa desigualdade nas vacinações entre os países mais ricos e os mais pobres, quando muitos deles estão com índices de vacinação abaixo de 10% da população

O parlamentar destacou a situação da vacinação como gravíssima, que pode se tornar numa ameaça mundial permanente no surgimento de novas variantes. Para o senador, que presidiu a comissão mista da Covid-19 no Congresso Nacional em 2020 e em 2021 no no Senado Federal, ninguém está completamente seguro.

Educação

De acordo com o senador, do outro lado lamentavelmente está a educação, que nesses dois anos com as escolas fechadas resultaram num prejuízo incalculável no aprendizado. “A imensa tarefa que todos nós teremos que fazer é lutar pelo tempo perdido, pela recuperação desses alunos, e aproveitarmos o momento para que a educação do nosso povo seja uma política de Estado levada a sério. Fora disso, é deixar rolar o efeito sanfona da nossa economia e o drama social cada vez mais evidente”, enfatizou.

Confúcio disse ainda que há muita coisa importante para fazer e não se pode adiar. “O Senado tem exercido muito bem o seu papel e pode fazer muito mais. Mais do que nunca, julgo necessário eleger os projetos que estão andando que visem a destravar o nosso país, incluindo um novo modelo de orçamento. O Orçamento bem formatado e justo é a lei anual mais importante para o desenvolvimento do nosso país”, pontuou.

Confúcio Moura observa que desigualdade de vacinação entre países ricos e pobres pode ser uma ameaça Confúcio Moura observa que desigualdade de vacinação entre países ricos e pobres pode ser uma ameaça Reviewed by Jotta Júnior on fevereiro 07, 2022 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.