Senador Confúcio Moura celebra dez anos da implantação do Hospital de Amor da Amazônia

O parlamentar rondoniense disse se congratular com todos que ajudaram na implantação da unidade de Saúde e parabenizou o Dr.  Henrique Prata e o Dr. Jean Negreiros pela enorme capacidade de gerir um hospital tão complexo

O senador Confúcio Moura (MDB-RO) utilizou a tribuna virtual do senado Federal na quinta-feira (07) para se congratular com os dez anos da implantação do Hospital do Câncer de Porto Velho, que mais tarde se tornaria em Hospital de Amor da Amazônia. Além de Rondônia, a unidade de saúde atende pacientes com câncer dos estados do Amazonas, Acre, da Bolívia os povos indígenas.

O parlamentar ressaltou que na época em que ocupava o cargo de Governador do Estado de Rondônia, exatamente em 10 de julho de 2012, que completam agora, no próximo domingo, ele recebeu a visita do ilustre Dr. Henrique Prata, do Hospital de Câncer de Barretos. O governo do estado já havia demandado a avaliação da instituição gestora do Hospital de Câncer de Barretos quanto a possibilidade da implantação de uma unidade em Rondônia. Na visita, Henrique Prata anunciou a construção do hospital em Porto Velho.

De acordo com o senador, foi tudo muito rápido. As tratativas, as obras em ritmo acelerado e, em pouco tempo, foi inaugurado o Hospital do Câncer de Porto Velho, na época com esse nome. Segundo ele, era uma unidade do hospital de Barretos em Porto Velho, implantado em meio à urgência da situação e lembrou que, no início das atividades, contêineres serviam de salas administrativas, com as alas de tratamento e de internação e tudo o mais necessário ao tratamento do câncer. Construído ao lado do Hospital de Base, foi chamado de Barretinho. 

Confúcio Moura conta que logo deu-se início à construção de um hospital grande, o que é hoje conhecido como Hospital de Amor. “Ainda continuei, como governador, dando todo o apoio necessário, mas a população de Rondônia, fazendeiros, comerciantes, proprietários de escolas e de cursos superiores, parlamentares diversos passaram a fazer investimentos nesse hospital atual, grandioso, bonito, organizado, com profissionais bem pagos, com dedicação exclusiva. E está aí o Hospital de Amor, completando dez anos. Será celebrada uma missa, no próximo domingo, de comemoração desse aniversário de dez anos desse hospital”, relembra o senador. 

O senador aproveitou para cumprimentar e parabenizar o atual diretor da unidade, Dr. Jean Negreiros, que está lá, desde o começo, trabalhando, e o Dr. Henrique Prata, que coordena vários hospitais de câncer no Brasil, sendo o pioneiro deles o Hospital de Barretos, para onde anos atrás os rondonienses com câncer eram transferidos para lá. Na época, até diziam, os profissionais de Barretos achavam que Rondônia era muito acometida pelo câncer, mas era justamente porque não havia tratamento preventivo. “Quando os pacientes eram diagnosticados e estavam já em estado avançado, eram transferidos para vários centros do Brasil e logo morriam”, disse.

Confúcio Moura disse estar muito feliz por ter participado do projeto desde o início. “Como todos, não só eu, como parlamentar e ex-governador, mas o povo de Rondônia, que contribuiu com leilões, principalmente leilões de gado. Todos os municípios, numa disputa salutar, faziam os leilões de gado, arrecadavam dinheiro, e esses recursos eram aplicados na construção do hospital. Hoje ele funciona, emprega gente, atende de forma humanizada e está em franca expansão. Temos muito orgulho desta luta!”, concluiu.

Senador Confúcio Moura celebra dez anos da implantação do Hospital de Amor da Amazônia Senador Confúcio Moura celebra dez anos da implantação do Hospital de Amor da Amazônia Reviewed by Jotta Júnior on julho 08, 2022 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.