Rondônia apresenta Projeto Paisagens Sustentáveis na Conferência do Clima, no Egito

Sedam apresentou os resultados do projeto paisagens sustentáveis, desenvolvido nas Unidades de Conservação e áreas degradas do Estado

Com o intuito de promover o uso sustentável de paisagens, o Governo de Rondônia, por meio da  Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam participou da discussão sobre a preservação e melhorias das condições de desenvolvimento socioambiental durante a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP-27, que está acontecendo em Sharm el-Sheikh, Egito.  O evento aconteceu nesta  quarta-feira (16), através do painel ‘Restauração em escala de paisagens na Amazônia: fortalecer a cadeia produtiva e garantir benefícios para as pessoas e para a floresta’ e buscou debater os resultados e desafios das ações de restauração florestal, desenvolvidas em âmbito do projeto  (ASL). O painel foi transmitido às 13h (horário local do Egito), ao vivo pelo canal do Consórcio Amazônia Legal, no YouTube (https://www.youtube.com/c/Cons%C3%B3rcioAmaz%C3%B4niaLegal).

Financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente – GEF, com a parceria do Banco Mundial (BSDN), o projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia (Amazon Sustainable Landscapes / ASL) busca  promover a interação entre Brasil, Peru e Colômbia; no desenvolvimento de políticas direcionadas à proteção da biodiversidade e mudança do clima.

Em Rondônia, o projeto é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, por intermédio da Sedam, que juntamente à Coordenação de Unidade de Conservação  – CUC, e  Regularização Ambiental Rural – CONRAR, desenvolve os  planos e ações voltados à proteção e recuperação da vegetação nativa.

O Projeto tem como objetivo, a restauração das paisagens florestais, dessa forma atende metas de descarbonização (NDC), promovendo a gestão integrada de paisagens por meio da conservação, uso sustentável e recuperação dos ecossistema.

AÇÕES

As ações da Sedam coligam as metas de Regularização Ambiental Rural das propriedades em pelo menos 14 municípios, parte dessas propriedades estão no entorno de Unidade de Conservação, onde sua regularização resultará na recomposição de zonas de amortecimento. Além de proporcionar às propriedades que assinem o termo de Plano de Regularização Ambiental  – PRA, tornam-se habilitados a créditos rurais e programas oficiais de incentivos. Por fim, o Projeto trouxe as proposições de apoio à cadeia produtiva da Castanha, bem como a elaboração acerca do Plano de Manejo para 26 Unidades de Conservação.

O  coordenador de Unidades de Conservação, José Antônio Sepa, que também representou a Sedam no painel, falou sobre as ações do Projeto ASL nas áreas de conservação e a importância dos projetos para a viabilização quanto à descarbonização. “Rondônia avançou na conservação e no uso sustentável de sua biodiversidade e território. Através do Projeto recebemos recursos para fortalecimentos do trabalho de monitoramento do ecossistema”, destacou o coordenador.

Entre as ações de restauração florestal em curso da ASL em Rondônia, segundo o coordenador, estão a continuidade das ações de análise CAR de Agricultores Familiares;  viabilização e adesão do PRA; apoio aos pequenos produtores na elaboração de recomposição de áreas degradadas; adesão ao projeto floresta+ Amazônia para pagamento por serviços ambientais, entre outros destacados na reunião. Participaram  do painel, os secretários do Pará, Acre, Amazonas e Rondônia, e representantes do Ministério do Meio Ambiente e CI-Brasil.

Rondônia apresenta Projeto Paisagens Sustentáveis na Conferência do Clima, no Egito Rondônia apresenta Projeto Paisagens Sustentáveis na Conferência do Clima, no Egito Reviewed by Jotta Júnior on novembro 16, 2022 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.