'Isso é terrorismo, é golpismo', diz Dino sobre atos terroristas contra sedes dos três poderes

Ministro da Justiça disse ainda que terroristas 'não conseguirão destruir a democracia' no país. Dino informou que ônibus que levaram terroristas a Brasília foram apreendidos e que investigações chegarão aos financiadores da barbárie.

Por Rosanne D'Agostino, Letícia Carvalho e Paloma Rodrigues, g1 e TV Globo — Brasília

O ministro da Justiça, Flávio Dino, deu entrevista coletiva sobre os atos terroristas em Brasília neste domingo (8)  — Foto: Reprodução
1 de 2 O ministro da Justiça, Flávio Dino, deu entrevista coletiva sobre os atos terroristas em Brasília neste domingo (8) — Foto: Reprodução

O ministro da Justiça, Flávio Dino, deu entrevista coletiva sobre os atos terroristas em Brasília neste domingo (8) — Foto: Reprodução

O ministro da Justiça, Flávio Dino, disse em entrevista coletiva que os atos de vândalos bolsonaristas em Brasília neste domingo (8) são "terrorismo" e "golpismo".

No meio da tarde, os vândalos invadiram os prédios do Supremo Tribunal Federal (STF), do Palácio do Planalto e do Congresso. Eles rasgaram obras de arte, quebraram vidraças e destruíram móveis.

"Isso é terrorismo, é golpismo. Temos a certeza de que a imensa maioria da população não quer a implementação dessas trevas", afirmou Dino.

O ministro afirmou ainda que os terroristas não destruirão a democracia.

"Não conseguirão destruir a democracia brasileira. É preciso dizer isso cabalmente, com toda firmeza e convicção", completou.

Dino disse ainda que "criminoso será tratado como criminoso".

Governo do DF dizia que segurança era 'adequada'

Dino relatou que o governo do Distrito Federal, em reuniões preparatórias, dizia que a segurança para este domingo (8) era "adequada" e que a situação estaria "sob controle".

"Havia por parte do governo do Distrito Federal uma visão de que a situação estaria sob controle", afirmou Dino.

"O governador Ibaneis, com toda certeza, ao efetuar um pedido de desculpas públicas ao chefe dos poderes da União, está reconhecendo que algo deu errado nesse planejamento. E quero crer que o senhor governador vai apurar as responsabilidades em relação àqueles que não cumpriram seus deveres constitucionais", continuou o ministro da Justiça.

Dino afirmou que ideologia política tem se infiltrado nas polícias e atrapalhou o combate aos terroristas.

"Há, sim, objetivamente, preferências ideológicas nas instituições atrapalhando o cumprimento de deveres constitucionais", disse.

"Vamos ter que separar o joio do trigo. Uma coisa é preferência eleitoral, todo mundo tem direito. Usar a preferência eleitoral para se omitir, prevaricar, para ser conivente com o crime, não é compatível com a função de servidor público", completou.
Flávio Dino: ‘Não conseguirão destruir a democracia brasileira’

Flávio Dino: ‘Não conseguirão destruir a democracia brasileira’

Intervenção federal

Após os atos terroristas em Brasília, o presidente Lula decretou intervenção na segurança pública na capital federal. O interventor será o secretário-executivo do Ministério da Justiça, Ricardo Capelli.

"O interventor vai amanhã dirigir um expediente ao Ministério da Defesa pedindo também a cessão de militares para poderem apoiar esse esforço de manutenção da ordem pública sob comando do interventor", relatou Dino.

Presos

Dino disse ainda que 200 pessoas já foram presas em flagrante e que as prisões podem continuar ao longo da noite. Segundo o ministro, a situação de flagrante permanece mesmo os terroristas já tendo deixado a Praça dos Três Poderes.

O ministro também afirmou que o governo identificou os ônibus que levaram terroristas a Brasília. Os veículos foram apreendidos.

"Hoje [a prioridade] é devolver a ordem, as prisões em flagrante. Quem financia crime, criminoso é. Levantamos todos os ônibus, de onde vieram, quem pagou", disse.

"Nós chegaremos aos financiadores [dos atos]", garantiu Dino.

Veja passo a passo dos atos terroristas de bolsonaristas radicais contra Congresso, Planalto e STF — Foto: Guilherme Gomes/g1

'Isso é terrorismo, é golpismo', diz Dino sobre atos terroristas contra sedes dos três poderes 'Isso é terrorismo, é golpismo', diz Dino sobre atos terroristas contra sedes dos três poderes Reviewed by Jotta Júnior on janeiro 08, 2023 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.