Vendedor de espetinhos atacado a tiros apontou vigilante como suspeito do crime

Publicidade

Vendedor de espetinhos atacado a tiros apontou vigilante como suspeito do crime

Vendedor de espetinhos atacado a tiros apontou vigilante como suspeito do crime

O comerciante Alexandre F.C., de 48 anos, sofreu uma tentativa de homicídio a tiros, na noite desta segunda-feira (23), enquanto trabalhava vendendo espetinho, na avenida José Amador dos Reis com Plácido de Castro, no Bairro JK, zona leste de Porto Velho. 

Uma equipe da Polícia Militar foi acionada por populares, para comparecer até o local de trabalho de Alexandre, mas quando os militares chegaram no endereço, a vítima já tinha sido socorrida em um carro particular. 

Na UPA Leste, local para onde Alexandre foi levado, os policiais apuraram que o comerciante foi atingido com seis disparos de arma de fogo, sendo três na parte de trás da cabeça, dois disparos na região da mão e um disparo no rosto. 

Mesmo ferido, Alexandre conseguiu afirmar para os policiais que o autor dos disparos seria Marcelino Moisés Pereira, o vigilante encontrado morto na manhã desta terça-feira (24), nas dependências da escola municipal São Francisco de Assis, localizada no Bairro Ulisses Guimarães, zona leste da capital.

A Polícia Civil vai investigar os dois casos.