Vale de São Domingos na região oeste de Mato Grosso é um dos menores dos 141 municípios do estado, mas nem por isso passa em branco quando o assunto é notícia negativa.

ASSISTA VÍDEO AO FINAL DA MATÉRIA


MISOGINIA: Ódio e aversão as mulheres

Nesta terça-feira, 24 de agosto uma cena lamentável foi registrada inclusive por câmeras durante a inauguração de um posto de saúde na comunidade Maquina Queimada. Depois de discursar e se envaidecer como de costume, o prefeito Geraldo Ramos que está em seu 4º mandato cometeu um ato de misoginia.

A vereadora Sônia Rúbio (REPUBLICANOS) que é moradora e representante da comunidade na câmara de vereadores, tentou discursar sobre a conquista do PSF e cobrar pessoalmente do prefeito a necessidade de um carro a disposição dos moradores, vez que alguns não tem como se deslocar até a sede do municipio que fica a 7km de distancia ou a Pontes e Lacerda que fica a pelo menos 20km de distância para tratamento de saúde.

Quando começou a discursar, Sônia foi interpelada pelo prefeito que de forma desrespeitosa disse: “faz por indicação por favor, faz por indicação!” 

Ainda com o prefeito presente Sônia disse que desde 2017 tem protocolizado indicações nesse sentido, mas nunca foi atendida. Ao perceber que o prefeito ficou irritado, a secretária de saúde Raiane chama o secretário de administração que tentou acalmar em vão o prefeito que deixou a cerimônia visivelmente irritado com a cobrança da parlamentar.

Populares e políticos estranharam o fato de o prefeito ter dado atenção integral ao discurso do presidente da câmara, vereador “Parada” e virado as costas para Sônia tratando-a com desrespeito e desprezo.

Ao analisar o vídeo a reportagem encontrou indícios de que o prefeito pode ter incorrido em misoginia, conforme a lei n.º 13.642, de 3 de abril de 2018 que prevê detenção de 3 a 6 meses de detenção e multa.

A palavra misoginia é usada para definir sentimentos de aversão, repulsa ou desprezo pelas mulheres e valores femininos.

Nossa reportagem não conseguiu contato com o prefeito nem a vereadora que terão seu direito de resposta assegurados. Caso decida denunciar o prefeito Geraldo Ramos, a vereadora Sônia Rúbio o fará na policia civil e imediatamente o fato será remetido a investigação da policia federal como consta na lei.

Geraldo é conhecido por ser linha dura e por ter comportamento semelhante ao de hoje por dezenas de vezes em relação a mulheres, tanto com as que fazem parte do quadro de servidores municipais, quanto cidadãs de forma geral.

ASSISTA



Da redação