Por determinação do prefeito Hildon Chaves, o corpo técnico da pasta desenvolveu uma metodologia para iniciar o treinamento de alto rendimento, a ser aplicado na primeira Vila Olímpica da capital, com inauguração prevista para março.

Localizada ao lado do Colégio Padrão, a obra do complexo esportivo estava abandonada há quase duas décadas e foi uma das primeiras infraestruturas paradas a serem reiniciadas na atual gestão municipal. Além da piscina, revitalizada e em funcionamento desde 2018, a Vila Olímpica conta com campo de futebol oficial, quadras de areia, ginásio poliesportivo e prédio administrativo, onde também estão salas para aulas de ginástica, ballet, artes marciais, atendimento psicossocial e academia de musculação para atletas e alunos do Talentos do Futuro.

A Vila Olímpica funcionará como um centro de excelência para alunos com maior desenvoltura no esporte. “Inicialmente, vamos começar o alto rendimento com alunos de 7 modalidades. Essas crianças e adolescentes vão treinar de 4 a 6 horas por dia, de segunda a sexta. Todas terão acompanhamento com a equipe multidisciplinar formada por médico, fisioterapeuta, massoterapeuta, nutricionista, preparador físico e psicólogo”, explicou a secretária de Esporte, Ivonete Gomes.

Além de atender os alunos do programa de escolinhas esportivas do município, a academia de musculação terá agendamento aberto para treino de atletas que representam a capital em competições dentro e fora do estado e também para a comunidade que participa dos projetos Viva Bem e Viver Ativo.

O projeto da academia foi entregue nesta terça-feira pela Secretaria Municipal de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos (Semesc) e a Semes já dará prosseguimento aos trâmites para licitação dos equipamentos.