Ministro José Múcio (Defesa) e assessor especial Celso Amorim participaram da reunião virtual; situação entre Israel e Palestina foi discutida. Lula passou por cirurgias nas pálpebras e no quadril no dia 29 de setembro.

Por Guilherme MazuiRicardo Abreu, g1 e GloboNews — Brasília

Lula durante o conversa com o presidente — Foto: Reprodução
1 de 1 Lula durante o conversa com o presidente — Foto: Reprodução

Lula durante o conversa com o presidente — Foto: Reprodução

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizou, nesta segunda-feira (9), uma videoconferência com ministros e auxiliares.

Segundo a agenda divulgada pelo governo, foi a primeira reunião virtual do presidente desde que ele foi submetido a cirurgias nas pálpebras e no quadril, no dia 29 de setembro.

Lula comandou a reunião virtual do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. Desde que recebeu alta hospital, em 1º de outubro, Lula está no Alvorada, onde realiza a fisioterapia determinada pela equipe médica.

Participaram da reunião virtual:

  • José Múcio, ministro da Defesa;
  • Márcio Macêdo, ministro da Secretaria-Geral da Presidência;
  • Alexandre Padilha, ministro da Secretaria de Relações Institucionais;
  • Paulo Pimenta, ministro da Secretaria de Comunicação Social;
  • Celso Amorim, chefe da Assessoria Especial do Presidente da República;
  • Marco Aurélio Marcola, chefe do gabinete pessoal do presidente.

A assessoria de Lula não informou quais assuntos foram abordados na videoconferência.

GloboNews apurou que o encontro tratou de temas diversos, para colocar o presidente a par de questões em andamento, como a tramitação de projetos no Congresso, além do resgate de brasileiros e os entraves diplomáticos envolvendo Israel e Palestina.

Lula passa por cirurgia para implantar uma prótese no quadril

Lula passa por cirurgia para implantar uma prótese no quadril

Situação no Oriente Médio

No início da tarde, Lula também conversou com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, que está em viagem oficial a três países do Sudeste Asiático (Indonésia, Camboja e Filipinas), sobre o conflito entre Israel e o Hamas.

No sábado (7), o grupo islâmico extremista armado fez um ataque-surpresa contra Israel, que, nesta segunda (9), respondeu com um ataque à Faixa de Gaza.

Lula quis atualizar a situação dos brasileiros que estão na região do conflito, e se inteirar sobre o posicionamento do país no cenário global, diante do esforço para evitar a escalada da violência entre Israel e Hamas.