RJ é o estado com a maior proporção de mulheres no Brasil — Foto: Pexels/Kampus Production
1 de 2 RJ é o estado com a maior proporção de mulheres no Brasil — Foto: Pexels/Kampus Production

RJ é o estado com a maior proporção de mulheres no Brasil — Foto: Pexels/Kampus Production

O Rio de Janeiro é o estado mais feminino do país. É o que mostram as primeiras análises do Censo 2022 por sexo e por idade que estão sendo divulgadas nesta sexta-feira (27) pelo IBGE.

Hoje, 52,8% dos fluminenses são mulheres. São quase 900 mil mulheres a mais do que homens.

  • População do RJ: 16.055.174
  • Mulheres: 8.477.499 (52,8%)
  • Homens 7.577.675 (47,2%)

Além de ser o maior entre os estados, o percentual de mulheres no RJ também é superior às médias nacional (51,5%) e da região Sudeste (51,8%).

Veja alguns destaques:

Indicadores do RJ do Censo 2022 — Foto: Arte g1
2 de 2 Indicadores do RJ do Censo 2022 — Foto: Arte g1

Indicadores do RJ do Censo 2022 — Foto: Arte g1

Menos homens, mais mulheres

O Rio de Janeiro também é o estado com a menor proporção de homens: são 89 para cada 100 mulheres. Confira o índice em cada ano de censo:

  • 2022 — 89,4 homens para cada 100 mulheres
  • 2010 — 91,2
  • 2000 — 92,1
  • 1991 — 93,2
  • 1980 — 95,7

Para a gerente de Demografia do IBGE, Izabel Guimarães Marri, essa redução proporcional do sexo masculino é reflexo do envelhecimento populacional e da maior mortalidade dos homens em todos os grupos etários.

“Nascem mais meninos, mas morrem também mais meninos, principalmente nas idades dos jovens adultos. As causas de mortes dessa população jovem adulta masculina (entre 20 e 40 anos) estão relacionadas a causas não naturais, como violência urbana e acidentes”, explica.

No recorte por municípios, Niterói aparece em 4º no ranking nacional, com 84,53 homens para cada 100 mulheres.

A idade mediana — que divide a população em duas metades, uma mais velha e outra mais nova — aumentou de 32 anos para 37 anos de 2010 para 2022. O estado está atrás apenas do Rio Grande do Sul (38 anos).

Isso significa que metade da população fluminense tem até 37 anos, e a outra metade é mais velha que isso.

O RJ também está entre os três estados com a maior proporção de idosos. Pelo ranking nacional ocupa a 2ª posição: Rio Grande do Sul (14,1% da população), Rio de Janeiro (13,1%) e Minas Gerais (12,4%).

O estado apresenta ainda o segundo maior índice de envelhecimento — proporção de idosos acima de 65 anos em relação às crianças abaixo de 14.

No RJ, são 73,6 idosos para cada 100 crianças. O estado está atrás apenas do Rio Grande do Sul, que lidera o ranking nacional (80,4).

Cidade mais velha

A cidade mais velha do RJ é Niterói, na Região Metropolitana. Por lá, são 118,1 idosos para cada 100 crianças.

Ela vem seguida de Miguel Pereira (110,4), Itaocara (107,4), Cambuci (106,1) e Italva (106).

Por outro lado, a cidade mais jovem do estado é Japeri. A proporção é de 38,7 idosos para cada 100 crianças.

Ela vem seguida de Macaé (40,5), Paraty (44,5), Porto Real (44,8) e Queimados (46,8).