Três idosas morrem atropeladas por motorista embriagado na Zona Norte de SP

Três idosas, de 76, 80 e 82 anos, morreram após serem atropeladas por um motorista de 19 anos na Avenida General Ataliba Leonel, no bairro Tucuruvi, Zona Norte de São Paulo, neste domingo (29).

Segundo a polícia, Felipe Zacarias Rodrigues estava com sinais de embriaguez e foi autuado por homicídio, embriaguez ao volante e tentativa de homicídio. Até a última atualização desta reportagem, o g1 não havia conseguido contato com a defesa do motorista.

De acordo com o boletim de ocorrência, as vítimas Leonilda Aparecida dos Santos, de 80 anos, Alcina Affonso de Franco, de 82 anos, e Alzira Rodrigues Alves Teixeira, de 76 anos, seguiam para a igreja Nossa Senhora dos Prazeres, quando o motorista perdeu o controle da direção, invadiu a calçada e atingiu as três.

Idosas morrem atropeladas na Zona Norte de SP — Foto: Arquivo Pessoal

Conforme o registro, o condutor só parou o veículo ao ficar prensado entre uma árvore e um muro.

Leonilda Aparecida dos Santos foi socorrida para o hospital do Mandaqui, e as vítimas Alzira Rodrigues Alves Teixeira e Alcina Affonso de Franco foram levadas ao hospital Sancta Maggiore. Nenhuma delas resistiu aos ferimentos.

Leia também

Uma equipe da Polícia Militar foi acionada e constatou que o jovem estava com sinais de embriaguez, entre eles forte odor de álcool, fala alterada, olhos vermelhos e dificuldade no equilíbrio. No carro ainda estavam outras duas pessoas, sendo que uma delas precisou ser socorrida ao pronto-socorro.

À polícia, o motorista disse que tinha saído de um bar na região da avenida Luiz Dumont Villares. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

O passageiro do carro também foi ouvido pela polícia. Ele alegou que estavam em um bar e que todos saíram alterados. Ainda disse que o amigo estava dirigindo em alta velocidade e que pediu para que fosse mais devagar.

Vídeo mostra idosas caminhando antes de serem atropeladas na Zona Norte de SP — Foto: Reprodução/TV Globo

O caso foi registrado como homicídio, tentativa de homicídio e embriaguez ao volante pelo 73° DP (Jaçanã). O delegado ainda pediu à Justiça pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva do motorista.

"Devido à sua conduta, sua prisão preventiva é necessária para a garantia a ordem pública, tratando-se de crime grave e que causa comoção social e que abala a própria incolumidade do corpo social, além, de que se caso venha responder ao processo em liberdade, causará sentimento de impunidade e descrito a combativa Justiça".

Nota de pesar

A igreja Nossa Senhora dos Prazeres divulgou uma nota de pesar nas redes sociais.

"É com pesar que comunicamos que no dia de hoje foram pra casa do Pai nossas irmãs Alcina, Alzira e Leonilda. Vamos entrar em oração para que Deus conforte os corações dos familiares e amigos. Que Deus as receba no Reino do Céu. Agradecemos todo o serviço que se dedicaram a nossa comunidade paroquial".

A igreja também divulgou os velórios e enterros das idosas. Leonilda Aparecida dos Santos será enterrada no Cemitério do Tremembé nesta segunda-feira (30). Velório será a partir do meio-dia e sepultamento será 16h

Alzira Rodrigues Alves Teixeira será velada das 13h até 15h no Funeral Salete nesta segunda. Enterro será 16h no Cemitério Jardim Horto Florestal às 16h

Já Alcina Affonso de Franco será enterrada no Funeral Salte nesta terça-feira (31). Cerimônia de despedida será a partir das 8h até meio-dia.

Homenagem nas redes sociais

Neto de Alcina Franco publicou homenagem para avó — Foto: Reprodução/Instagram

O neto de Alcina Franco lamentou a morte da avó e publicou uma homenagem nas redes sociais.

"Ontem, nos vimos pela última vez, você estava feliz, com a família, brincou sobre eu chegar tarde, como sempre. Conversamos sobre palavra cruzada, meus tempos de criança e sobre como era bom estar com a família reunida, numa data tão especial", escreveu.

"Mas hoje a sua passagem na terra chegou a fim. Não precisava ser desse jeito, com um crime, mas Deus sabe o que faz e nesse momento você está em um lugar melhor. Orando por nós, falando com nós e do meu lado".

E complementou: "Você foi minha melhor amiga, minha companheira, fez minha infância mais feliz e sem a senhora, jamais teria conseguido me formar e ser a pessoa que sou hoje. Você é a pessoa mais bondosa que já conheci em toda a minha vida, sempre acolhia a todos com um sorriso no rosto e sua simpatia inconfundível".