Bombeiros tentando apagar focos de incêndio no interior do Amazonas — Foto: CBMAM
1 de 1 Bombeiros tentando apagar focos de incêndio no interior do Amazonas — Foto: CBMAM

Bombeiros tentando apagar focos de incêndio no interior do Amazonas — Foto: CBMAM

O Amazonas registrou 2.074 incêndios entre julho e novembro deste ano. As informações são do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM). Apuí, Boca do Acre, Humaitá, Lábrea e Manicoré lideraram os focos de incêndio.

O número foi obtido por meio da Operação Tamoiotatá, que está na quinta fase.

Ao longo das fases, a operação foi ampliada, passando a abranger 25 cidades do interior com altos índices de ocorrências de incêndios.

"Neste mês de novembro já temos acompanhado uma redução nos focos de incêndio, mas o Corpo de Bombeiros segue com a execução da operação”, destacou o comandante-geral do CBMAM, coronel Orleilso Muniz.

A força-tarefa reúne órgãos de Segurança Pública e de Meio Ambiente na repressão a crimes ambientais.

A operação se concentrou nos seguintes municípios:

  1. Apuí
  2. Autazes
  3. Boca do Acre
  4. Borba
  5. Canutama
  6. Careiro Castanho
  7. Careiro da Várzea
  8. Humaitá
  9. Iranduba
  10. Itacoatiara
  11. Itapiranga
  12. Lábrea
  13. Manacapuru
  14. Manaquiri
  15. Manicoré
  16. Maués
  17. Nhamundá
  18. Novo Airão
  19. Novo Aripuanã
  20. Parintins
  21. Presidente Figueiredo
  22. Rio Preto da Eva
  23. Silves
  24. Tabatinga
  25. Tefé