Bairro onde ficava o edifício apresentou fendas no chão e, uma delas está bem perto do local do desabamento. Moradores já haviam sido retirados do local na quarta-feira (22).

Por RBS TV e g1 RS

Prédio desaba em Gramado após cidade apresentar rachaduras

Prédio desaba em Gramado após cidade apresentar rachaduras

Um prédio desabou na manhã desta quinta-feira em Gramado, na Serra do Rio Grande do Sul (23). A construção ficava no bairro Três Pinheiros. Todos os moradores do local já haviam sido desalojados no domingo (19) e, de acordo com a prefeitura do município, não houve registro de feridos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o desabamento foi registrado por volta das 6h desta quinta-feira. O prédio estava completamente evacuado quando desabou. Até o momento, não houve deslizamento de massas em decorrência do desabamento, informam as autoridades.

O residencial apresentava uma área total construída de 3363.64 m² em 5 pavimentos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o local segue interditado e isolado, pois a instabilidade no solo permanece.

Desde quarta-feira, dezenas de moradores de Gramado tiveram que deixar suas residências após o surgimento de rachaduras no solo em diversos bairros do município, durante as chuvas que atingem o estado desde o fim de semana.

LEIA TAMBÉM

Prédio desaba em Gramado — Foto: Imagens cedidas

Prédio fica perto de ponto turístico

O prédio que caiu nesta quinta fica em cima do morro e já era dado como condenado. Devido à instabilidade do solo, segundo as autoridades, não foi possível fazer a implosão da edificação sem correr o risco de causar danos maiores.

Residencial Condado Ana Carolina é um prédio residencial que fica na encosta do Vale do Quilombo, área verde com picos de até 850 metros, a cerca de 10 minutos do centro da cidade. O prédio é cercado por pousadas e hotéis de luxo. Um dos principais pontos turísticos de Gramado, o Lago Negro, fica a cerca de duas quadras do local onde estava o prédio desabado.

Segundo a prefeitura de Gramado, 31 pessoas estão em um abrigo montado no ginásio da Escola Senador Salgado Filho e o restante em casas de familiares e conhecidos.

Rachaduras na cidade

Estado do asfalto em bairro de Gramado com o surgimento de rachaduras — Foto: Cid Guedes / Reprodução

Desde quarta-feira, rachaduras vem aparecendo nas ruas de Gramado. O Serviço Geológico do Brasil avaliou a situação nos bairros Três Pinheiros e Planalto, além de locais como Perimetral e Ladeira das Azaleias, onde há rachaduras no solo e risco de queda de barreiras, de acordo com a prefeitura.

Um relatório será elaborado para direcionar a tomada de decisão do município.

A prefeitura de Gramado ressalta que "a instabilidade do solo segue, e o episódio do colapso é apenas uma das situações de risco". Portanto, o local onde estava o prédio e o bairro Três Pinheiros seguem isolados.

ANTES E DEPOIS: veja como era e como ficou o local onde prédio desabou

Imagem Cid Guedes / Reprodução
— Foto 1: Cid Guedes / Reprodução — Foto 2: Imagens cedidas

Outras fotos do local do desabamento:

Rachadura no asfalto da Rua Ladeira das Azaléias, no bairro Três Pinheiros, em Gramado — Foto: Francisco da Costa / Divulgação

Base de prédio no bairro Três Pinheiros, em Gramado — Foto: Cid Guedes / Reprodução

Prédio no bairro Três Pinheiros — Foto: Cid Guedes / Reprodução