Porto Velho, RO - Os vereadores Isaque Machado (PSD) e Everaldo Fogaça (REPUBLICANOS) discutiram na sessão da Câmara Municipal de Porto Velho sobre os valores cobrados pelo serviço de papa-entulho na capital. Eles destacaram uma matéria jornalística da SIC TV, que revelou que os preços podem ultrapassar R$ 800,00. 

Com o fechamento do Lixão municipal, as empresas estão sendo obrigadas a pagar R$ 170,00 por tonelada de entulhos. 

No entanto, cada caçamba de restos de construção pode atingir 2,5 toneladas, o que torna inviável o custo de mais de R$ 400,00 cobrado pela empresa AMAZON FORT.

Os vereadores ressaltaram a importância de encontrar soluções para evitar que a cidade se torne um lixão a céu aberto.

No discurso, o vereador Everaldo Fogaça expressou sua preocupação com os preços elevados cobrados pelo serviço de papa-entulho. 

Ele citou a matéria jornalística da SIC TV, que trouxe à tona os valores que podem chegar a R$ 800,00, sendo R$ 400,00 do frete e R$ 400,00 para empresa particular.

No entanto, cada caçamba de restos de construção pode chegar a 2,5 toneladas, o que torna o valor de R$ 400,00 impraticável para os cidadãos de Porto Velho. Fogaça ressaltou a importância de encontrar soluções viáveis para garantir que os preços sejam acessíveis à população.

Em resposta, o vereador Isaque Machado destacou a necessidade de observar tanto as pessoas que necessitam desse tipo de serviço quanto os empresários deste setor. 

Ele concordou que é crucial encontrar uma solução para evitar que a cidade se transforme em um verdadeiro lixão a céu aberto. 

Machado enfatizou a importância de buscar alternativas que sejam favoráveis tanto para os cidadãos quanto para as empresas, visando a preservação do meio ambiente e o bem-estar da comunidade.

Os vereadores concordam que a questão dos preços do papa-entulho em Porto Velho precisa ser abordada de forma urgente. 

Eles se comprometeram a trabalhar junto aos órgãos competentes e demais colegas vereadores para buscar soluções que garantam a acessibilidade dos serviços e a preservação do meio ambiente. 

O objetivo é evitar que a cidade se depare com um acúmulo de resíduos, transformando-se em um imenso lixão a céu aberto.