Boa Vista do Ramos, no interior do Amazonas — Foto: Tácio Melo/Amazonastur
1 de 3 Boa Vista do Ramos, no interior do Amazonas — Foto: Tácio Melo/Amazonastur

Boa Vista do Ramos, no interior do Amazonas — Foto: Tácio Melo/Amazonastur

Boa Vista do Ramos, no interior do Amazonas, é a cidade do Brasil com a maior proporção de pessoas autodeclaradas pardas. A taxa no município é de 92,7%, conforme um recorte do Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta sexta-feira (21).

Veja as dez cidades brasileiras com maior proporção de autodeclarados pardos  — Foto: Editoria de Arte/g1
2 de 3 Veja as dez cidades brasileiras com maior proporção de autodeclarados pardos — Foto: Editoria de Arte/g1

Veja as dez cidades brasileiras com maior proporção de autodeclarados pardos — Foto: Editoria de Arte/g1

De acordo com o IBGE, pardo é a pessoa que se identifica com a mistura de duas ou mais opções de cor ou raça, incluindo branca, preta, parda e indígena. Em todo o país, cerca de 45% da população se considera assim. No Amazonas, o número chega a quase 69%.

Censo

Dados do Censo 2022 divulgados nesta sexta pelo IBGE revelam que o número de brasileiros que se declaram pardos é maior do que o de brancos pela primeira vez desde o início da série histórica, iniciada em 1991.

A população preta também cresceu, assim como os indígenas. Enquanto aqueles que se identificam como brancos voltaram a cair, seguindo a tendência dos últimos anos. Já o percentual de amarelos caiu em relação ao Censo de 2010, mas voltou ao mesmo patamar de 30 anos atrás.

Pardos no país

Boa Vista do Ramos, no entanto, desponta em todo o Brasil com a maior proporção de pessoas pardas por município. O Censo apontou que dos 23.785 habitantes da cidade, 22.045 se declaram sendo pardos.

Municípios com a maior proporção de pardos no país (%)
Fonte: IBGE

Ainda no topo das cidades com a maior quantidade de pardos no país, estão, São João da Ponta e Tracuateua, ambas no Pará, com 87,4%, cada.

A lista inclui, ainda, Cachoeira Grande (MA), Urucará e Nhamundá, no Amazonas, Primeira Cruz (MA), Augusto Corrêa (PA), Belágua (MA) e Caapiranga, no estado. A relação mostra que a maior proporção de população parda estava no Amazonas, no Pará e no Maranhão.

Já Manaus desponta na quarta colocação, na lista entre as capitais brasileiras, com a maior quantidade de pardos no país, em números absolutos. Os dados apontam que 69% dos manauaras se declaram dessa cor. São 1,4 milhões de pardos somente na capital do Amazonas.

Os resultados do Censo também mostram que 2.939 municípios, isto é, 52,8% dos municípios brasileiros, possuem mais da metade de sua população autodeclarada parda.

Esses municípios estão presentes em 25 estados, dentre os quais destaca-se Minas Gerais, com 404 municípios, a Bahia, com 385 cidades, o Piauí, com 219 municípios, o Ceará com 214 municípios e a Paraíba com 202 municípios em que mais de 50% das pessoas residentes foram declaradas pardas.

Boa Vista do Ramos

Boa Vista do Ramos, no interior do Amazonas. — Foto: Tácio Melo/Amazonastur

Cidade localizada a 271 quilômetros de Manaus é conhecida como a “terra do mel”. Segundo a Empresa Estadual do Amazonas (Amazonastur), a produção de doces, bebidas e cosméticos derivados da iguaria são especialidades do local.

Dados da Amazonastur apontam que o município tem mais de 1.156 colônias de abelhas, que são agentes polinizadores das árvores e garantem equilíbrio ambiental. Boa Vista do Ramos é referência na criação de abelhas sem ferrão.

De acordo com o turismólogo da Amazonastur em Boa Vista do Ramos, Ruan Gonzaga, a rota do mel atrai turistas durante o ano todo, fortalecendo a economia local, realizando também o turismo de Base Comunitária.

“A rota do mel de abelha sem ferrão, que é produzida nas comunidades locais, geram emprego e renda com o turismo de base comunitária. Além disso, essas famílias estão preparadas para recebê-los, tanto com a alimentação e hospedagem, gerando uma troca e fortalecimento cultural”, destacou.