Ao todo, mais de 2.270 pessoas participaram dos sete simulados realizados nos bairros que integram a Zona de Autossalvamento (ZAS)
A Santo Antônio Energia, empresa controlada por Eletrobras Furnas, em parceria com a Prefeitura Municipal de Porto Velho e a Defesa Civil Municipal, concluiu a operacionalização do Plano de Ação de Emergência da Hidrelétrica com a realização de Simulados de Evacuação nos bairros que integram a área denominada de Zona de Autossalvamento (ZAS).


Ao todo, nos sete simulados realizados de 14 a 17 de dezembro, mais de 2.270 pessoas saíram de suas casas ao ouvir o toque das sirenes, e seguiram pelos caminhos seguros indicados nas placas de Rotas de Fuga até os seus respectivos Pontos de Encontro. Os simulados realizados envolveram aproximadamente 4.000 famílias cadastradas na ZAS.
Para Dimas Maintinguer, Diretor de Operações da Santo Antônio Energia, a adesão das pessoas aos simulados demonstra o quanto a população de Porto Velho está consciente da importância de seu protagonismo para o fortalecimento de uma cultura de prevenção e segurança no município, e enfatiza que esta é a primeira vez que este tipo de simulado, com uma usina hidrelétrica, é realizado em uma capital com mais de 500 mil habitantes.
“Foi muito importante contar com a participação da população nos simulados, seguindo todas as orientações após o acionamento das sirenes. Apesar de nossa barragem ser totalmente segura e contar com monitoramento constante feito por técnicos especializados, não medimos esforços para implantar o PAE ainda este ano como medida preventiva, atendendo a legislação federal existente. Agradeço em nome da companhia a todos que participaram e contribuíram na operacionalização do Plano de Ação de Emergência de nossa Hidrelétrica”, reforçou Maintinguer.
Participação dos moradores
Mesmo não sendo obrigatória, a adesão da população foi muito importante. Famílias seguiram juntas para os Pontos de Encontro e levaram também seus animais de estimação. E pessoas com dificuldade de locomoção foram transportadas por ambulâncias.

A aposentada Maria Auxiliadora, moradora do bairro Triângulo, onde aconteceu o primeiro simulado na manhã do dia 14, disse que acordou com o som da sirene. “As equipes passaram antes informando, então eu já estava ciente. Mas quando tocou a sirene eu estava dormindo. Me levantei, chamei meus netos, e fomos para o ponto de encontro. 

Foi muito bom, poque a gente espera que nada aconteça, mas se algum dia acontecer, saberemos exatamente o que fazer e para onde ir.”Fábio Medeiros da Costa, morador do Condomínio Bosque do Madeira, localizado na Estrada Santo Antônio, participou do simulado com os filhos. “Para mim é uma satisfação poder participar e contribuir. Entendo que é importante fortalecermos uma cultura de segurança em nossa sociedade, por isso eu trago meus filhos pequenos para ter essa ação de civilidade e colaboração com a comunidade de maneira geral”, comentou.

Operacionalização do PAE

A implantação do Plano de Ação de Emergência da Hidrelétrica Santo Antônio é uma ação preventiva que atende à Lei Federal 14.066/2020 para empresas que possuem barragens no país, e não está ligada a riscos na barragem. A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) classifica a barragem da Hidrelétrica Santo Antônio como nível baixo de risco.