Configuração do smartphone não pedirá mais senha numérica caso a biometria facial falhe.


iPhone ganha nova configuração para evitar roubos — Foto: Bagus Hernawan/Unsplash

Uma nova configuração antirroubo foi lançada para quem tem iPhone no Brasil. A Proteção de Dispositivo Roubado, disponível na versão 17.3 do iOS, não permite mais que o bandido tenha acesso à uma senha numérica.

Nas versões anteriores, quando a autenticação biométrica falhava, o aparelho solicitava que o usuário digitasse uma sequência de números. É nesse momento que os bandidos podem exigir os códigos das vítimas.

Porém, a partir de agora, o uso de autenticação pelo Face ID (facial) ou Touch ID (dedo) será único, o que pode dificultar o acesso às informações sigilosas do celular.

Para utilizar a nova configuração, o usuário deve:

  1. Ativar a função no ícone "ajustes" do smartphone
  2. Tocar em "Face ID e Código"
  3. Inserir o código de acesso do dispositivo
  4. Tocar para ativar ou desativar a Proteção de Dispositivo Roubado

Nestes casos, existem duas opções de proteção:

  • Nível 1 — biometria: caso o bandido tente utilizar senhas salvas no Safari, o iPhone exigirá apenas a biometria (Face ID ou Touch ID), sem a opção do código de acesso.
  • Nível 2 — biometria e espera de uma hora: para alterar a senha do ID Apple, ativar a chave de recuperação ou desativar o "Buscar iPhone", o aparelho pedirá o Face ID ou Touch ID e, em seguida, iniciará uma contagem regressiva de uma hora. Após isso, solicitará outra varredura de Face ID ou Touch ID. Nesse caso, o ladrão terá que passar pelas duas etapas para desativar a Proteção de Dispositivo Roubado e ter acesso aos dados da vítima.

Celular perdido? Veja como localizar iPhone e Android pelo computador ou por app

Celular perdido? Veja como localizar iPhone e Android pelo computador ou por app