Rio tem 453 blocos no cadastro preliminar do carnaval de rua em 2024 — Foto: Cristina Boeckel/g1 Rio
1 de 2 Rio tem 453 blocos no cadastro preliminar do carnaval de rua em 2024 — Foto: Cristina Boeckel/g1 Rio

Rio tem 453 blocos no cadastro preliminar do carnaval de rua em 2024 — Foto: Cristina Boeckel/g1 Rio

No auge do verão, o carnaval no Rio de Janeiro terá calor, mas não terá sede. É o que informou o presidente da Riotur, o órgão municipal de turismo do Rio de Janeiro, Ronnie Costa. Ele contou que a operação de fornecimento de água é um dos tópicos da organização dos desfiles de blocos no carnaval de rua da cidade.

"A Prefeitura do Rio e o Governo do Estado vão ofertar água, com pontos de hidratação espalhados ao longo dos blocos. Vão ter aguadeiros da Cedae e teremos carros-pipa que vão ajudar a refrescar os foliões que vierem para apreciar o carnaval”, afirmou Ronnie.

O presidente da Riotur e outras autoridades participaram do anúncio das principais informações relacionadas ao carnaval de rua na capital fluminense na manhã desta quinta-feira (4). O Rio de Janeiro contará com 453 desfiles no total.

A ressalva sobre a hidratação dos foliões acontece após a morte de Ana Clara Benevides. A jovem passou mal durante o primeiro show da cantora Taylor Swift no Brasil, no fim do ano passado.

O laudo de necropsia revelou que ela teve exaustão térmica causada pelo calor. A apresentação aconteceu no dia 17 de novembro. Na ocasião, a cidade enfrentava uma onda de calor extremo, com temperatura acima dos 40°C.

Ana Clara teve uma parada cardiorrespiratória. Ela chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.