A cidade de São Paulo entrou em estado de atenção para alagamentos na manhã deste domingo (28). O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da prefeitura (CGE) emitiu o alerta às 10h12 para as zonas Norte, Sul, Sudeste, Oeste, Centro e Marginais Pinheiros e Tietê, e às 10h27 para a Zona Leste.

Conforme o CGE, áreas de instabilidade formadas no noroeste da região metropolitana e no interior do estado já atuam na capital com rápido deslocamento e com precipitações de intensidade moderada a forte. Há potencial para alagamentos e o tempo segue instável nas próximas horas.

"Hoje será um dia em que áreas de instabilidade devem provocar chuva moderada a forte, com trovoadas, descargas elétricas, vento de rajada, que podem superar os 50km/h e eventual queda de granizo. Essa condição meteorológica eleva o potencial para a formação de alagamentos intransitáveis, transbordamento de rios e córregos, quedas de árvores, bem como deslizamentos de encostas em áreas de risco", informou o órgão.

Próximos dias

Chuva deixa cidade de SP em estado de atenção para alagamentos neste domingo (28) — Foto: Renata Bitar/g1

Conforme a previsão, a próxima semana também será marcada por pancadas de chuva nos finais de tarde e com temperaturas em elevação, indica o CGE.

A segunda-feira (29) deve começar com uma madrugada de céu nublado, termômetros na faixa dos 18°C e vento do quadrante norte que persiste no decorrer do dia.

Em função disso, as temperaturas se elevam um pouco mais, principalmente à tarde. A máxima pode chegar aos 29°C com índices mínimos de umidade do ar na casa dos 42%.

No período da tarde são esperadas pancadas rápidas e isoladas de chuva com baixo potencial para a formação de alagamentos.

Na terça-feira (30), as condições típicas de verão se mantêm, ou seja, céu nublado na madrugada e sol entre poucas nuvens durante a tarde.

Fará calor, mas há previsão de pancadas de chuva entre o meio e o fim da tarde, em função da chegada da brisa marítima. Temperatura mínima de 19°C e máxima que pode chegar aos 31°C, com as taxas de umidade do ar entre 35% e 95%.

Medidas simples podem amenizar os efeitos dos alagamentos:

  • Evite transitar em ruas alagadas;
  • Se a chuva causou inundações, não se aventure a enfrentar correntezas.
  • Fique em lugar seguro. Se precisar, peça ajuda;
  • Mantenha-se longe da rede elétrica e não pare debaixo de árvores. Abrigue-se em casas e prédios;
  • Planeje suas viagens, para que haja menor possibilidade de enfrentar engarrafamentos causados por ruas bloqueadas;
  • Em caso de dúvida sobre vias bloqueadas, ligue para a central de atendimento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) através do número 156 ou entre no site da CET para saber como está o trânsito nas principais vias.