Ministro da Defesa, José Múcio — Foto: ANDRE VIOLATTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
1 de 2 Ministro da Defesa, José Múcio — Foto: ANDRE VIOLATTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Ministro da Defesa, José Múcio — Foto: ANDRE VIOLATTI/ATO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse que "havia de certa forma uma vista grossa do Exército" com os acampamentos de golpistas espalhados pelo Brasil antes dos ataques contra as sedes dos Três Poderes. “As Forças Armadas precisam que a Justiça diga quem são os culpados porque precisamos puni-los."

A declaração aconteceu durante entrevista ao Estúdio i, da GloboNews, nesta segunda-feira (8), aniversário de um ano dos ataques em Brasília.

"Na véspera do dia 8, o general Júlio Cesar de Arruda me comunicou que o Brasil inteiro tinha 4.500 pessoas [nos acampamentos], disse para que eu ficasse calmo porque aquilo ia desaparecer e que em Brasília havia 1.500 pessoas. Eu saía de casa de manhã, passava no acampamento para ver o número de pessoas e passava antes de ir para casa para ver se tinha diminuído", fala Múcio.

LEIA TAMBÉM