Motos apreendidas após disputa de racha em Ariquemes — Foto: PM/Reprodução
1 de 1 Motos apreendidas após disputa de racha em Ariquemes — Foto: PM/Reprodução

Motos apreendidas após disputa de racha em Ariquemes — Foto: PM/Reprodução

Sete suspeitos de participarem de um racha, próximo ao Instituto Federal de Rondônia (Ifro), foram presos durante uma ação da Polícia Militar (PM) no último domingo (7) em Ariquemes (RO), a 200 quilômetros de Porto Velho. A disputa dos veículos em alta velocidade estava sendo feita numa estrada.

Segundo boletim de ocorrência, a guarnição foi acionada para averiguar denúncias de direção perigosa e flagrou sete motociclistas envolvidos em um perigoso "racha".

Ao chegarem ao local, os policiais presenciaram diversos condutores de motocicletas em alta velocidade praticando corridas na via. Ao perceberem a viatura, os participantes do "racha" interromperam imediatamente a ação, mas um deles conseguiu escapar.

Sete condutores foram autuados, sendo que três deles não possuíam habilitação. Todos os condutores foram detidos, e mais guarnições foram acionadas para realizar o transporte dos envolvidos e das motocicletas apreendidas até a delegacia de Ariquemes.

Crime

A participação em "rachas" é considerada crime de trânsito, configurando infração gravíssima conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A multa aplicada pode chegar a quase R$ 3 mil, e a pena prevista é de detenção, com período variando entre seis meses e três anos, além da suspensão ou proibição de obtenção da permissão ou habilitação para dirigir veículo automotor.

O termo "racha" é definido pelo CTB como a participação, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística, ou ainda de exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor, não autorizada pela autoridade competente, gerando situação de risco à incolumidade pública ou privada.