A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) busca informações sobre o paradeiro de Flávio da Luz Silva, 26; Karlyson Victor Pereira, 15; Roberto França Saraiva, 49; e Yasmim Gabrielle, 5, que desapareceram em datas e locais distintos de Manaus.


Os desaparecimentos foram registrados nas Delegacias Especializadas em Ordem Política e Social (Deops) e em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).


A PC-AM destaca que o apoio da população por meio do compartilhamento das imagens de pessoas desaparecidas, principalmente nas redes sociais, é primordial para localizá-las e trazê-las ao convívio familiar.


Em casos de desaparecimento, não é preciso esperar 24 horas para registrar a ocorrência. É necessário procurar qualquer delegacia e informar o último local em que a pessoa foi vista, suas características físicas, bem como uma foto atualizada.


 Desaparecidos

 Flávio da Luz Silva está desaparecido desde o dia 1º de junho de 2022, quando foi visto pela última vez na rua Loris Cordovil, bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus. Desde a data mencionada, ele não entrou mais em contato com os familiares que moram no município de Presidente de Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus).


No dia 5 de janeiro deste ano, Yasmim Gabrielle desapareceu por volta das 19h, nas proximidades da Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery, bairro Flores, zona centro-sul.



Karlyson Victor Pereira desapareceu na sexta-feira (12/01), por volta das 14h, após sair da casa onde mora, na rua Cambixe, bairro São José Operário, zona leste.


Já no sábado (13/01), foi comunicado o desaparecimento de Roberto França Saraiva, que foi visto pela última vez saindo do local de trabalho dele, por volta das 15h40, na avenida Djalma Batista, bairro São Geraldo, zona centro-sul.


 Colaboração


 A PC-AM solicita a quem saiba a localização de Flávio e Roberto, que as informações sejam repassadas para o número (92) 3667-7713, da Deops. Já sobre Karlyson Victor e Yasmim Gabrielle, para o (92) 99115-1284, da Depca.


As informações também podem ser repassadas pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM).