O g1 reuniu histórias que vão desde as primeiras notícias sobre a obra, em 1927, com o presidente (governador) do Estado de São Paulo Júlio Prestes, até os benefícios da ligação seca -- o termo é usado pois a travessia é feita por balsas

De acordo com a Prefeitura de Santos, a expectativa é que a obra fique pronta até 2028. Entenda o projeto a partir dos seguintes pontos:

Discussão quase centenária

Projeto foi publicado na primeira página do jornal santista A Tribuna, no 23 de janeiro de 1927. — Foto: Novo Milénio

Os projetos para uma ligação seca entre as duas cidades são discutidos há quase 100 anos. Essa história começou na época em que Júlio Prestes era presidente (governador) do Estado de São Paulo (1927 a 1930). De lá para cá, nada saiu do papel.

Segundo os registros da época, durante o primeiro semestre de 1926, atravessaram o canal do estuário 268.424 pessoas. Diante do fluxo de moradores e turistas, a ideia apresentada pelo engenheiro tinha como objetivo facilitar os acessos entre as cidades.

Como será a ligação seca?

Projeto de túnel que ligará Santos a Guarujá — Foto: Reprodução/Vou de Túnel

O túnel submerso terá 860 metros de extensão. Ele chegará à região em blocos pré-moldados que serão acomodados em uma área escavada no canal do estuário. O trabalho precisa ser feito para manter o calado do porto e não prejudicar a navegabilidade.

Atualmente, algo em torno de 78 mil pessoas transitam entre Santos e Guarujá todos os dias. Os trajetos podem levar de 20 minutos a duas horas. (veja abaixo as opções de caminho).

O túnel também contará com área para circulação gratuita de pedestres e ciclistas. Os motoristas vão pagar pedágio e terão à disposição seis pistas, sendo três em cada direção. O projeto também prevê a possibilidade de instalar linhas para o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) futuramente.

Objetivo do projeto

Canal de navegação do Porto de Santos — Foto: Autoridade Portuária de Santos

O principal objetivo do túnel submerso é servir de ligação seca entre os dois municípios. Motoristas, pedestres e ciclistas poderão ser beneficiados com o projeto.

Investimento bilionário

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vice-presidente Geraldo Alckmin e governador Tarcísio de Freitas durante visita à sede da Autoridade Portuária de Santos — Foto: Alexsander Ferraz/A Tribuna

"Esse túnel é necessário e fica muito caro de fazer sozinho. São Paulo já tinha projeto, meio ambiente aprovado. Humildemente, vamos fazer essa parceria para fazer esse querido 'eurotunel'", enfatizou Lula nesta sexta-feira (2).

Impactos da obra

Área de palafitas em Santos — Foto: Arquivo A Tribuna

De acordo com o órgão, é de obrigação do poder público garantir uma alternativa habitacional adequada, já que o acesso à moradia é um direito fundamental previsto por lei.

Entre os benefícios previstos com o túnel, estão a redução da poluição ambiental, segurança às pessoas que cruzam o canal do porto diariamente e melhor desempenho das operações portuárias.

Como os moradores vão de Santos a Guarujá hoje?

Fila para travessia de balsas entre Santos e Guarujá — Foto: Reprodução/Dersa

Atualmente, a travessia entre Santos e Guarujá é feita pela balsa e, no deslocamento, a atividade do porto precisa ser interrompida. Outra alternativa é o caminho pela rodovia Cônego Domênico Rangoni, em um trecho de 43 quilômetros de extensão.