Uma tubulação de água se rompeu e abriu uma cratera, na avenida Constantino Nery, em trecho do bairro São Geraldo, Zona Centro-Sul, no fim da tarde de sábado (10). A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) mobiliza equipes para atuar na recuperação da via.

“Identificamos um problema na galeria de águas pluviais. A tubulação já apresentava riscos de rompimento, mas, com a forte chuva de ontem, sábado, houve uma sobrecarga em, ao menos, dez tubos”, explicou o engenheiro e subsecretário de Serviços Básicos da Seminf, Efrain Aragão, após vistoria ao canteiro de obras na manhã deste domingo (11).

Uma erosão de cinco metros de profundidade se abriu na pista, acarretada pela sobrecarga nos tubos que estão interligados à galeria. O subsecretário afirma que, por precaução, as equipes vão escavar mais a via para avaliar possíveis outros tubos danificados.

“É uma ação necessária para que não fiquem sequelas da obra na via e, claro, para que o problema não seja reincidente no local. Se for o caso, substituiremos não só esses três tubos, mas o que mais for necessário ser feito”, disse Efrain.

Após avaliação, o corpo técnico constatou o desgaste na tubulação que foi implantada há pelo menos 20 anos e, desde então, não recebe manutenção.

O engenheiro sinalizou que obras como essa costumam ser executadas dentro de prazos curtos, mas, a depender de intempéries e problemas logísticos, o serviço pode se estender.

“Estamos à mercê do tempo, da movimentação nesse local e do que formos identificando no decorrer da obra. Podemos vislumbrar uma conclusão até o fim das festividades de Carnaval, na quinta-feira, dia 15. Vamos aproveitar esse período de baixo fluxo para acelerar a obra”.

Riscos

De início, um poste de fiação elétrica teve de ser isolado para não comprometer a segurança e a integridade da equipe. Outros cabeamentos de telefonia e gás, submersos na via, sinalizam as minúcias de trabalho cauteloso que a equipe deve empregar.

“A concessionária de energia está avisada, mas por se tratar de algo que conseguimos contornar, não houve a necessidade de atuação conjunta. Mas estamos em contato, para qualquer necessidade”, afirma Aragão.