Abusos sexuais contra a criança aconteciam diariamente há mais de um ano. Outro tio suspeito de participar dos atos está foragido.


No momento da prisão, ´policiais Civis também encontraram um revólver. — Foto: Divulgação/PC

No momento da prisão, ´policiais Civis também encontraram um revólver. — Foto: Divulgação/PC

Pai, avô e tio foram presos pela Polícia Civil, nessa sexta-feira (8), no município de Careiro da Várzea, interior do Amazonas, por suspeita de estuprar criança de 9 anos que pertence à família. O irmão mais novo da vítima, segundo a polícia, presenciava os crimes.

Outro tio da menina também é suspeito de praticar o crime. Ele está foragido.

De acordo com o delegado, David Jordão, titular da 35ª Delegacia Interativa da cidade, a criança era abusada diariamente pelos familiares, além de ser submetida à exploração doméstica, uma vez que a vítima tinha a obrigação de cuidar da casa e até mesmo das roupas de todos os envolvidos.

Ainda conforme o delegado, os crimes aconteciam há mais de um ano e outros familiares sabiam dos abusos sexuais.

Durante a prisão, ocorrida em uma comunidade ribeirinha do município, os policiais civis também encontraram um revólver.

A polícia já identificou o quarto suspeito que também é tio da criança. Os demais, de acordo com a PC, devem passar por audiência de custódia e vão responder pelo crime de estupro de vulnerável.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente.