Casos aconteceram em um trecho do Rapidão Rodoanel, na Avenida do Turismo, e indígenas vivem em uma comunidade próxima. No ato, eles dizem que não são os responsáveis pelos ataques.


Indígenas fazem manifestação após carros serem apedrejados por assaltantes em avenida de Manaus. — Foto: José Carlos Amorim/Rede Amazônica

Indígenas fazem manifestação após carros serem apedrejados por assaltantes em avenida de Manaus. — Foto: José Carlos Amorim/Rede Amazônica

Um grupo de 30 indígenas de diversas etnias fez uma manifestação pacífica em um trecho do Rapidão Rodoanel, na Avenida do Turismo, Zona Oeste de Manaus, nesta segunda-feira (6). Carros foram apedrejados por assaltantes nos últimos dias e eles fizeram o ato para dizerem que não são os responsáveis pelos ataques.

A manifestação pacífica ocorreu entre 9h e 10h. Os indígenas fechavam a via por cerca de 2 minutos para conscientizar os motoristas que não eram eles que estavam tacando pedra e também disseram que identificaram os suspeitos de cometerem os crimes.

A comunidade que fica próxima à avenida abriga cerca de 500 pessoas de 11 etnias.

Motorista sofre fratura no rosto

Com o susto, a vítima disse que quase capotou o veículo. Também no relato, ela diz que sofreu uma fratura no rosto e agora deve passar por cirurgia.

Motorista é atingida com pedra ao passar pela Rapidão Rodoanel, em Manaus — Foto: Reprodução

Ainda nas redes sociais, há relatos de outros casos como o descrito pela motorista. Segundo as denúncias, assaltantes usam da prática para que os condutores parem os veículos e os suspeitos consigam roubar essas pessoas.

O g1 entrou em contato a Polícia Civil do Amazonas que informou que tomou conhecimento dos ataques e está investigando os casos com o objetivo de identificar e prender os responsáveis.

*Com informações de José Carlos Amorim, da Rede Amazônica