PMs suspeitos de envolvimento em chacina prestam depoimento à Polícia Civil, em Manaus

Publicidade

PMs suspeitos de envolvimento em chacina prestam depoimento à Polícia Civil, em Manaus

Ao todo, 12 PMs da Rocam foram presos por suspeita de envolvimento no caso. Os corpos das quatro vítimas foram encontrados em um carro abandonado na rodovia AM-010, na semana passada.

Por g1 AM

PMs suspeitos de envolvimento em chacina no Amazonas foram presos — Foto:  Josney Benevenuto/Rede Amazônica
1 de 1 PMs suspeitos de envolvimento em chacina no Amazonas foram presos — Foto: Josney Benevenuto/Rede Amazônica

PMs suspeitos de envolvimento em chacina no Amazonas foram presos — Foto: Josney Benevenuto/Rede Amazônica

Os 12 policiais militares suspeitos de envolvimento na chacina que deixou quatro mortos no Amazonas foram levados à Delegacia de Homicídios, na Zona Leste de Manaus, nesta segunda-feira (26), para prestar depoimento à Polícia Civil. Os PMs estão presos desde sábado (26).

No domingo (25), o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) manteve a prisão dos 12 policiais, após audiência de custódia. Os corpos das vítimas foram encontrados em um carro abandonado na rodovia AM-010, na quinta-feira (22).

Na noite anterior ao crime, policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) foram filmados abordando o grupo. Imagens de monitoramento também mostram duas viaturas da PM escoltando o carro das vítimas em direção à AM-010.

Nesta segunda, os policiais foram enviados para oitivas na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A Polícia Civil ainda não divulgou o teor dos depoimentos nem o que teria motivado os assassinatos.

Audiência de custódia

O juiz de Direito plantonista das Audiências de Custódia do TJAM, André Luiz Muquy, analisou o processo na tarde de domingo.

A audiência de custódia, realizada no Fórum de Justiça Ministro Henoch Reis, no bairro de São Francisco, Zona Sul de Manaus, foi concluída um pouco antes das 15h. 

Conforme o juiz plantonista, os 12 policiais tinham sido presos após pedido de prisão temporária. Na audiência, o magistrado homologou a prisão de todos. Ele afirmou que a detenção está dentro da legalidade.

O magistrado também determinou a transferência de todos para o Batalhão da Rocam. Na audiência, os PMs relataram que sofreram ameaças de outros internos onde estavam presos anteriormente. 

O processo principal tramita sob Segredo de Justiça por conta das investigações.

Relembre o caso

Os corpos das vítimas - dois homens e duas mulheres - foram encontrados dentro de um carro, na manhã de quarta-feira (21), na rodovia AM-010, no Amazonas.

Segundo a polícia, o carro com os corpos estava na região do ramal Asa Branca, na altura do quilômetro 32. A rodovia estadual liga a capital Manaus às cidades de Rio Preto da Eva e Itacoatiara.

Além de terem sido baleadas, as vítimas estavam com diversos sinais de agressão pelo corpo.

Na tarde de sábado (24), 12 policiais foram presos suspeitos de envolvimento no crime. Por volta de 14h, os presos chegaram à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), acompanhados de vários policiais da Rocam, grupo de polícia do qual os presos faziam parte.

Doze policiais militares são presos suspeitos de envolvimento em chacina em Manaus

Doze policiais militares são presos suspeitos de envolvimento em chacina em Manaus

Todos os presos foram ouvidos na DEHS. A audiência de custódia dos suspeitos acontece na tarde deste domingo (25).

A motivação do crime ainda está sendo investigada pela polícia. No entanto, informações extraoficiais é que a principal suspeita é que as mortes teriam sido motivadas por uma abordagem malsucedida.

A polícia também não informou o que teria motivado a abordagem ao carro das vítimas.