Teatro Amazonas aparece no canto esquerdo desta imagem em foto feita em 2020 — Foto: Matheus Castro/g1
2 de 3 Teatro Amazonas aparece no canto esquerdo desta imagem em foto feita em 2020 — Foto: Matheus Castro/g1

Fumaça desde setembro

As cenas de pontos de Manaus encobertos por fumaça se repetem desde setembro. Ao longo de outubro, a situação se agravou, após o registro de incêndios florestais em cidades próximas à capital, como Iranduba, a 27 quilômetros do município.

Nem a presença de combates do Ibama, que chegaram ao Amazonas na semana passada, foi capaz de evitar que a cidade amanhecesse novamente sob forte poluição, nesta quarta.

Assim como na semana passada, até o prédio do Teatro Amazonas, maior símbolo arquitetônico e turístico do Amazonas, foi encoberto por fumaça.

Fumaça de queimadas na Rua Major Gabriel, no Centro de Manaus — Foto: Matheus Castro/g1

Aeroporto

A administração do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus, informou que, desta vez, o nível de fumaça que atingiu a cidade não afetou as atividades de pousos e decolagens.