Liga Amazonense Contra o Câncer (LACC) abriu uma campanha de pedido de ajuda para manter projetos de acolhimento. — Foto: Reprodução/Rede Amazônica
1 de 1 Liga Amazonense Contra o Câncer (LACC) abriu uma campanha de pedido de ajuda para manter projetos de acolhimento. — Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Liga Amazonense Contra o Câncer (LACC) abriu uma campanha de pedido de ajuda para manter projetos de acolhimento. — Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Uma das ongs mais antigas do Amazonas, a Liga Amazonense Contra o Câncer (LACC) abriu uma campanha de pedido de ajuda para manter projetos de acolhimento das pessoas em tratamento contra o câncer na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), em Manaus.

A LACC ajuda as pessoas que estão em tratamento com entrega de alimentos, transporte, roupas, perucas e atendimento psicológico. Com cerca de 10 projetos, a liga realiza cem mil atendimentos todo ano, nos chamados benefícios que ajudam pessoas em tratamento contra o câncer na fundação.

Nesta quinta-feira (21), a ONG comemorou 68 anos de atuação e fez uma ação em frente a FCecon. Isso porquê a liga amazonense pede ajuda para manter os serviços.

Segundo a vice-presidente da LACC, Marília Muniz, a ONG está prestes a decretar falência por falta de recursos financeiros para manter seus projetos, entre esses, o transporte de pacientes que fazem radioterapia e quimioterapia para suas residências e a distribuição diária de 500 lanches para pacientes que foram fazer exames ou consultas.

"A LACC depende de sua única fonte de renda que é o telemarketing e as pessoas não atendem mais chamadas de números desconhecidos com receio de fraldes. A doação através do telemarketing caiu cerca de 70% e está impossível a LACC se manter viva e a atual diretoria está prestes a decretar falência", informou Marília.

Doações para a LACC podem ser feitas através de contato pelas redes sociais da ONG, @lacc.ligaamazonense no Instagram, Liga Amazonense Contra o Câncer - LACC no Facebook ou pelos contatos (92) 2101-4900 e (92) 98484-5436.